fbpx

Ter um negócio próprio é o sonho de consumo de muitos advogados que almejam ter mais autonomia para executar seu trabalho. E se você pensar apenas em autonomia, está correto. Porém, o que ninguém diz é que o trabalho triplica! Além de exercer a sua função, cuidar dos demais, também precisa gerenciar o seu negócio. E não é pouca coisa. Burocracia dali, daqui, e a profissão, que antes era com hora para iniciar e terminar, vira um estado de espírito intenso! Nada mal para quem é um empreendedor nato. Para somar nessa jornada dos empreendedores de escritório de advocacia, trouxemos cinco itens simples que vão otimizar a sua rotina e dar um gás para o seu escritório de advocacia. Evite, invista, arrisque, fique atento, implemente e tenha cautela. Confira agora, algumas dicas para você, novo empreendedor da área:

1. Você não é mais o advogado. Com todo respeito, agora você foi promovido a empresário-advogado de um escritório de advocacia. Atenção! Uma sala confortável, com a sua personalidade estampada na decoração para chamar de sua (com muito orgulho!) são apenas detalhes para o ponta pé inicial da sua empresa. Você vai precisar gerenciar, como qualquer outro negócio: captar clientes, gerar receita, cobrir despesas (desde a luz e o cafezinho) e, claro, obter lucros! T-o-d-o-s os meses!

2. Sonhe grande, mas lembre-se: para voar, você precisa pegar impulso no chão. Cautela, muita cautela ao criar dívidas e atenção às excessivas. Aqui precisamos lembrar do que é necessidade e do que é vontade. As necessidades precisam ser atendidas para a sobrevivência, a vontade… essa deixe para depois! Como empresário, as rotinas administrativas devem ser calculadas e acompanhadas. 

3. Foco! Sempre importante na trajetória profissional, seja o ramo que for. Você é empresário, advogado, tem um escritório de advocacia, mas qual o seu produto? Advogar, claro! Mas em qual área? Sai na frente quem se diferencia oferecendo uma especialidade. Você, mais do que ninguém, conhece a multidão de advogados e escritórios de advocacia que estão espalhados ao seu redor. Aposte na sua especialidade.

4. A tecnologia é sua aliada. Aquela papelada toda, arquivos, estantes, precisam ser otimizados. Conheça os softwares de gestão para escritórios de advocacia que o mercado oferece, alinhe com as necessidades da empresa e invista na segurança e saúde do seu negócio. 

5. Financeiro: gerar recursos, utilizar recursos, ter fluxo de caixa e manter a saúde financeira da sua empresa. Não enxergue apenas o que está na sua frente – o que entrou na conta, não é lucro, é receita – que deve pagar todos os custos, inclusive o seu salário ou pró-labore, como preferir. Por isso, acompanhar relatórios financeiros da empresa é muito importante. Além de praticar a advocacia, você é empresário, lembre-se SEMPRE disso

Calma! Para tudo isso existem muitas soluções simples, práticas, seguras que vão te auxiliar! Empresas especializadas em softwares de gestão para escritórios de advocacia oferecem otimização, com qualidade, eficiência e segurança. 

A Alkasoft, por exemplo, desenvolve tecnologias que agregam valor ao seu escritório de advocacia. Conheça o software jurídico completo, que já atende mais de 3 mil escritórios de advocacia e que permite o gerenciamento da carteira de clientes e processos, agenda de prazos, financeiro e contratos! Entre em contato conosco, que vamos te dar o suporte para toda a sua rotina empresarial.

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer juntar-se a discussão?
Sinta-se a vontade para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *