fbpx

Há uma frase creditada a Stephen King que diz que “o produto é algo que é feito na fábrica, a marca é algo que é comprado pelo consumidor. O produto pode ser copiado pelo concorrente, a marca é única. O produto pode ficar ultrapassado rapidamente, a marca bem-sucedida é eterna”. Essa citação evidencia uma parcela da importância da marca para os negócios.

Isso porque ela é um elemento que ajuda empreendimentos de qualquer tamanho e natureza a aumentar seu valor, se diferenciar no mercado, fornecer motivação aos funcionários e facilitar a aquisição de novos clientes, entre outros ganhos. A seguir, descubra mais sobre a importância da marca para as empresas.

5 motivos que mostram a importância da marca para um negócio

A importância da marca é tangibilizada em ganhos como o aumento da confiança do cliente na empresa; no suporte valioso para o sucesso das ações de marketing; na proteção do negócio contra a ação de novos entrantes, entre outros.

Veja agora alguns motivos que demonstram o papel estratégico desempenhado pelas marcas para o sucesso de qualquer negócio.

1. A marca diferencia a sua das demais empresas

Em nosso mundo globalizado, cada vez mais marcas competem pelo mesmo espaço no mercado. E essa globalização permite também, entre outras coisas, um acesso mais facilitado a tecnologias, equipamentos e metodologias. Com isso, muitos produtos e serviços acabam sendo comoditizados. Assim, o que realmente os diferencia é sua marca.

Pense, por exemplo, no segmento de água mineral. O cliente não entra no supermercado e escolhe uma garrafinha em específico por ela apresentar água com gosto, cor ou cheiro diferente. Ele a escolhe por sua marca. Em resumo, sem marca, sem diferenciação. Sem diferenciação, sem preferência do cliente e lucratividade no longo prazo.

2. A marca ajuda a criar relações emocionais com os clientes

Outro ponto que demonstra a importância da marca é que ela é o recurso que a empresa tem para se conectar emocionalmente com seu público. E isso é especialmente importante para conseguir reter, fidelizar e conquistar a preferência de clientes em nosso mercado hipercompetitivo.

Assim, a decisão de compra passa por nossas reações emocionais, o que transforma uma ação meramente transacional, como a compra, em uma experiência satisfatória, prazerosa e que merece ser repetida.

Lembre-se: as pessoas não têm relacionamento com produtos, elas são leais às marcas por se identificarem com seus valores, atributos e pelas reações emocionais proporcionadas.

3. Uma marca forte é importante para atrair e reter os melhores talentos do mercado

Não é apenas por clientes que as empresas estão competindo, mas, também, pelos melhores talentos. A inovação e a geração de valor passam diretamente pelo potencial criativo das pessoas. E empresas com marcas fortes têm credibilidade e passam a ser atrativas também para captar e fidelizar talentos para seu negócio.

4. A marca é fundamental para o relacionamento com os stakeholders

A importância da marca não reflete apenas no incremento do número de clientes de uma organização ou da atração de talentos de alta qualidade. A marca ajuda as empresas a moldarem sua reputação e tornarem-se atrativas para diversos outros stakeholders, incluindo investidores, parceiros de negócios, fornecedores, governos, líderes de opinião, compradores, etc.

5. A importância da marca reflete na lucratividade e na blindagem do negócio contra instabilidades e concorrência

Ter uma marca reconhecida e consolidada ajuda a desenvolver um negócio lucrativo, a partir da captação constante de novos clientes (e, ainda, sob  custo menor por aquisição), de obtenção de recomendações e, mesmo, como suporte para o lançamento de novos produtos e serviços da empresa. É importante lembrar de que os produtos têm ciclos de vida. Marcas sobrevivem a produtos.

De acordo com um estudo realizado por Millward Brown, analisando os hábitos do consumidor, marcas fortes podem conquistar, em média, três vezes o volume de vendas de marcas consideradas fracas. E esse é um indicador da importância da marca para a saúde financeira e o sucesso dos negócios.

Ainda, uma marca forte é capaz de se adaptar para sobreviver a qualquer teste de tempo e garantir negócios futuros e de proporcionar uma lucratividade sólida para o negócio. O investidor Warren Buffett, amplamente reconhecido por seu sucesso no mundo dos negócios, afirma que “a decisão mais importante na avaliação de uma empresa é precificar o poder. Se você tem o poder de aumentar os preços sem perder negócios para um concorrente, tem um negócio muito bom”. E uma marca forte, hoje, é a base para se desenvolver esse tipo de “negócio muito bom”.

Agora, pense em exemplos como a Coca Cola, a Apple e o McDonald’s para entender o valor de uma marca ao longo do tempo e durante períodos mais instáveis. O poder dessas marcas se manteve, mesmo com novos entrantes, mudanças de mercado, entre outras novas variáveis. Por isso, conforme Steve Forbes, executivo-chefe da Forbes Media, atualmente “a marca é o investimento mais importante que você pode fazer no seu negócio”.

Vale lembrar também de que o retorno do investimento na marca da empresa apresenta um efeito cumulativo, com base em níveis cada vez maiores de reconhecimento da marca. Assim, pode-se dizer que, no longo prazo, a construção de uma marca sólida é uma excelente propulsora do crescimento das vendas – até mais do que repetidas iniciativas isoladas de ativação de marketing.

Você já havia parado para pensar sobre a importância da marca para seu negócio? Como você tem feito o gerenciamento de sua marca? Deixe sua mensagem nos comentários.

Atualmente, as decisões de compra dos consumidores são significativamente influenciadas pelas marcas, por sua reputação e pelos valores que elas representam. Portanto, é fundamental que novos empreendedores entendam que o registro de marcas é um ativo importante e que ajuda a expandir seus negócios.

A marca diferencia um produto ou serviço daqueles de um concorrente. Em um mercado cada vez mais competitivo, o valor dessa diferenciação é valioso. Os clientes conseguem identificar imediatamente o negócio em questão e tornam-se menos propensos a procurar os produtos ou serviços de outra empresa.

Por isso, nesse momento em que o empreendedorismo está em alta no país, empresas e escritórios que consigam demonstrar o valor do registro de marcas aos entrantes e a quem ainda não formalizou a marca de seu negócio podem encontrar um nicho vasto de atuação. A seguir, saiba mais sobre o assunto. 

O valor de uma marca registrada

Uma marca registrada é qualquer nome ou símbolo utilizado para identificar um negócio ou produto. Depois de registrar sua marca, se outra pessoa tentar usar algo semelhante o suficiente para confundir os clientes, você terá o direito de se proteger legalmente e impedir a outra parte.

Em uma única marca ou logotipo, é possível transmitir atributos e mensagens intelectuais e emocionais sobre a empresa e a sua reputação, bem como produtos e serviços da organização. As marcas também podem inspirar sentimentos positivos na mente das pessoas. 

Portanto, quanto mais a reputação, a lembrança e a preferência da marca crescer, mais valiosa ela será e mais resultados trará para o negócio. Marcas comerciais registradas fornecem valor além do core business, abrindo caminho para a expansão do negócio. E é isso que sua empresa pode ajudar empreendedores a conquistarem.

Quais são as vantagens do registro de marcas?

Embora esse registro não seja exigido por lei, é uma boa ideia registrar o nome da empresa como uma marca comercial. Além da proteção contra concorrentes tentando usar o mesmo nome ou similar ao negócio, é possível proteção legal contra produtos falsificados.

Além disso, com uma marca registrada, o empreendedor mantém direitos exclusivos para marcar seus produtos, sem que ninguém mais possa usar seu símbolo, nome ou slogan em regiões específicas.

Uma vantagem adicional de uma marca registrada é que seu detentor também será capaz de se defender contra pessoas que compram um nome de domínio na internet que possui a marca da sua empresa e tenta vendê-lo de volta por uma grande quantidade de dinheiro.

O registro de marca permite que se defenda facilmente contra qualquer pessoa que use um domínio semelhante ou idêntico ao da marca comercial registrada, na mesma linha de comércio ou para fins fraudulentos.

Registrar uma marca é uma maneira simples, eficaz e econômica de não apenas proteger os negócios, como também de colocar em prática os possíveis componentes que ajudarão o negócio a crescer e a ter sucesso.

Dessa forma, quanto mais o empreendedor diferenciar sua marca das demais em sua área de atuação, mais fácil será protegê-la. 

Portanto, aproveite todos esses benefícios do registro de marcas e o ofereça-os a seus clientes. Com tantas vantagens, essa facilidade tendo a conquistar cada vez mais adeptos, constituindo uma oportunidade de atuação com demanda constante para empresas e escritórios de advocacia que queiram inclui-la em seu portfólio de serviços.

E você, já havia pensando em atuar no nicho de registro de marcas? Ficou com alguma dúvida? Compartilhe sua mensagem nos comentários!

O desafio de gestão de marcas é constante em empresas de todos os escopos. O caminho para que uma marca prospere e consiga se diferenciar no segmento da melhor forma conta com muitos percalços. Questões de manutenção e registro de marca podem ser incontroláveis sem uma solução especializada. Nesse cenário competitivo, o que podemos aprender com cases de marcas que dominam e sabem atingir seu público?

Cases de marcas podem ter muito a ensinar, estimulando outros empreendedores a terem insights e inspiração para inovações em seu negócio. 

Por isso, confira, a seguir, algumas lições de grandes players do mercado sobre como sua marca pode se destacar e ser ainda mais bem-sucedida. Acompanhe.

1. Apple: o design ideal entre os cases de marcas

Da embalagem de seus produtos com o lento deslize da abertura da caixa até suas lojas, a Apple inspira exclusividade. Dominando o mercado de tecnologia, a empresa tem um posicionamento consistente e, entre os cases de marcas apresentados, há um grande foco na elegância e no design.

Por ser altamente inovadora, a marca inspira não apenas seus clientes, mas todo o seu mercado. É possível notar a influência do posicionamento da marca Apple em toda a concorrência, seja na forma de priorizar design ou gerar experiências exclusivas, tornando a marca desejada, reconhecida e totalmente diferenciada.

2. Starbucks: a experiência do cliente nos cases de marcas

Como case de marca, a Starbucks concentra-se na experiência do consumidor. Esse posicionamento pode ser notado na escolha de filiais próximas às estações dos metrôs de Nova York, por exemplo.

Outra ação clássica que é rapidamente associada à marca são os nomes dos clientes, escritos no copo durante o atendimento – um detalhe entre vários que demonstra a preocupação da marca em humanizar e personalizar a experiência de seu público.

3. Amazon, um case de marca de liberdade de compra do cliente

A forma como a gestão de marca da Amazon é feita é sempre pensada na experiência de compra do cliente acima de tudo. Como uma das mais importantes empresas de e-commerce, a marca posiciona-se não somente para encantar o cliente, como também para colocá-lo como voz ativa da marca.

Além de entrega ágil e preços baixos, a Amazon oferece liberdade para que o consumidor demonstre sua opinião sobre o produto. Em consequência disso, a marca passou também a ser associada a seu sistema de recomendações, algoritmo utilizado e inspirado em diversas outras marcas de e-commerce. 

A partir de inovações como essas, a marca consegue apresentar grande compatibilidade em suas sugestões para os clientes, que têm uma experiência mais customizada e assertiva em seu processo de compra.

4. McDonald’s e a adaptação entre os cases de marcas do segmento

A famosa empresa de fast food tem por trás de seus icônicos arcos dourados uma estratégia que se baseia em segmentar, experimentar, adaptar-se e inovar. Presente no mundo todo, a marca busca entender as preferências de consumo de cada região.

Isso é refletido em seu menu e até mesmo em modificações na fachada. Na Europa, por exemplo, a marca exibe as cores verde e amarelo, alinhando-se à preocupação de sustentabilidade de seu público a fim de demonstrar valores compartilhados com seus clientes.

5. Dove e seu case de marca sobre beleza natural

A campanha Real Beleza foi um importante ponto na trajetória da Dove e em sua forma de se comunicar com seu público, diferenciando-se muito da linha adotada pelas concorrentes na época. 

Com uma mensagem de valorização da beleza natural da mulher e um apelo à emoção, a Dove é reconhecida entre os cases de marcas de beleza por ter estabelecido essa conexão mais próxima e humanizada com seu público.

Existem outros cases de marcas que inspiram o seu negócio? Compartilhe sua opinião nos comentários e até a próxima.