fbpx

A marca é um dos ativos mais importantes das empresas, e, quando bem gerida, ela pode proporcionar lucros diretos ou indiretos, diferencial competitivo e oportunidades de negócio. Nesse contexto, registrar a marca tem impactos bastante expressivos, que vão além do seu direito de uso. Essa ação ajuda a empresa a proteger um dos bens imateriais mais valiosos de seu negócio: sua identidade perante o mercado e seu público de interesse.

Dados os benefícios, cada vez mais os empreendedores estão buscando registrar a marca no país: conforme dados do INPI, o número de registros em 2018 teve um incremento de mais de 55%.

Se você ainda tem dúvidas sobre a importância de registrar sua marca, confira, a seguir, outros motivos para iniciar já esse processo.

1. Marca registrada é uma proteção para a empresa detentora

Registrar a marca é o único modo de realmente mantê-la protegida legalmente contra eventuais copiadores. Para formalizar o registro, é preciso procurar o Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) e realizar o pedido, que será encaminhado conforme a Lei de Propriedade Industrial e demais resoluções administrativas desse órgão. 

Com isso, garante-se o direito de uso exclusivo em seu ramo de negócio em todo o território nacional – e, a partir daí, esse direito poderá ser estendido internacionalmente. 

Desse modo, se você verificar que sua marca está sendo utilizada por outra pessoa ou empresa sem autorização, poderá obter uma decisão judicial para a imediata interrupção do uso indevido, além de uma indenização pelos danos causados.

Nesse sentido, há sistemas, como o Siga Sua Marca da Alkasoft, que auxiliam as empresas a fazerem esse acompanhamento de colidência.

2. Registrar a marca previne perdas com processos jurídicos

Entre os problemas que uma marca não registrada pode gerar está a possibilidade de a sua empresa ser processada, ter que mudar sua marca e, ainda por cima, pagar uma indenização para outra companhia.

3. Marca registrada pode ser licenciada ou franquiada

Uma das formas mais diretas de uma marca gerar receita para a empresa detentora é por meio de seu licenciamento ou franqueamento. E somente uma marca registrada pode estar no centro desse tipo de oportunidade de incrementar a receita do negócio.

4. Marca registrada tem valor financeiro

Somente a marca registrada pode ser avaliada, contabilizada, vendida e até mesmo utilizada como garantia em operações financeiras. Por tudo isso, cada vez mais os empresários buscam conhecer o valor de sua marca. Há diversos rankings que demonstram esses números – entre eles Brand Finance, BrandZ, Interbrand, entre outros.

5. A marca registrada torna-se um argumento de venda

Ao verificar a consistência de uso e o sinal gráfico de que aquela é uma marca registrada, o mercado consumidor sentirá maior segurança em adquirir seus produtos ou contratar seus serviços. Assim, a marca registrada agrega valor, ajuda a aumentar a credibilidade da empresa, a fidelizar clientes e torna-se um argumento de vendas valioso.

6. Sem o registro, sua empresa poderá acabar tendo que gastar mais

Alguns empresários deixam de registrar a marca em razão da taxa a ser paga nesse processo. No entanto, essa é uma falsa economia, visto que, por exemplo, se alguém registrar marca semelhante ou igual antes, o empresário terá que criar uma nova marca, se abstendo de utilizar aquela que foi idealizada por ele.

Ainda, todos os seus materiais de divulgação e uniformes deverão ser refeitos, além de gerar comunicados ao mercado e, possivelmente, pagar indenização pelo uso. E, além desses custos diretos, há os indiretos em relação à credibilidade no mercado – todo esse processo poderá gerar redução e perda de negócios, além de desconfiança em seu público.

Aqui, é importante salientar que, ao contrário do que alguns empreendedores imaginam, a Lei de Propriedade Industrial (Lei 9.279/96) garante o direito exclusivo de uso não para aquela empresa que existe há anos, mas não formalizou sua marca, mas, sim, para aquela que a registrou primeiro. 

    Como vimos, registrar a marca é gerar garantias contra seu uso indevido, proteger sua empresa contra atos de má-fé, uma forma de gerar mais valor para o negócio, de captar e fidelizar clientes e tornar possível determinadas negociações comerciais, como o licenciamento e a franquia, que podem ser fontes valiosas de retorno financeiro para o negócio. 

    E então, ficou mais clara a importância de registrar a marca de seu negócio, produto ou serviço? Não perca mais tempo, comece já a dar início ao seu processo de registro. Entre em contato com a equipe da Alkasoft para saber mais sobre como nossa solução pode ajudá-lo nesse processo e na gestão de sua marca.

    O monitoramento do andamento processual é uma demanda burocrática dos escritórios de advocacia e departamentos jurídicos. Apesar disso, não há outro caminho para acompanhar os processos judiciais. Essa tarefa é, inclusive, cobrada por muitos clientes, que se sentem apreensivos com qualquer movimentação diante do desconhecimento de termos jurídicos.

    Essa importante atividade impacta no cumprimento de prazos e na credibilidade do escritório. Por isso, é preciso encontrar a melhor maneira de realizar o monitoramento do andamento processual – e muitos já sabem qual é ela: automatização. 

    Automatização: melhor forma de fazer o monitoramento do andamento processual

    Em plena era digital, não faz sentido realizar o monitoramento do andamento processual de forma manual. Foi-se o tempo em que os advogados entravam nos sites dos tribunais e olhavam os processos sob sua responsabilidade, um por um, imprimiam o andamento e o anexavam ao arquivo. Essa medida exigia espaço físico e muitas horas de trabalho, além de colocar em risco a organização do ambiente e a segurança dos dados.

    A melhor solução para fazer o monitoramento do andamento processual é automatizar a tarefa. Isso não significa utilizar e preencher planilhas, mas utilizar soluções tecnológicas que fazem a captura e o registro dos processos automaticamente no sistema do escritório ou do departamento. Elas são capazes de captar as informações sempre que há movimentação, mantendo um histórico seguro do processo.

    Solução automatizada

    As soluções tecnológicas que realizam o monitoramento do andamento processual são serviços que fazem a busca automática dos processos judiciais nos sites dos tribunais, capturando dados de andamentos sempre que ocorre algum evento crítico, como liminares, despachos, sentenças, prazos de trânsito em julgado, etc. Sua grande vantagem é alertar os advogados sobre a ocorrência de uma movimentação processual relevante.

    Essa tarefa é feita pelos robôs de captura e de cadastro de dados, que também podem realizar outras funções para o escritório ou departamento, tais como preenchimento automático de dados em outros sistemas, como softwares jurídicos ou geradores de guias de pagamentos.

    Dentro da solução automatizada de monitoramento do andamento processual, também é possível contar com a captura antecipada de novos processos. Esse serviço identifica processos distribuídos contra uma parte de forma antecipada, antes do recebimento da citação.

    Benefícios da automatização no monitoramento do andamento processual

    A automatização no monitoramento do andamento processual traz muitos benefícios para o escritório de advocacia ou departamento jurídico. É, na verdade, uma forma de otimizar a rotina do advogado, conferindo organização e eficiência. Isso ocorre porque o profissional gasta menos tempo para fazer o acompanhamento de seus processos, ocasionando agilidade e maior produtividade não só nesta tarefa, mas em outras. Com mais tempo “livre”, ele pode se dedicar às atividades estratégicas, que fortalecem a competitividade do negócio.

    Além desses benefícios relacionados à atividade em si, a automatização no monitoramento do andamento processual é, também, uma forma de prezar pela segurança de dados, que podem ser encontrados facilmente, sem riscos de alguém deletá-los por engano.

    Com o alerta a cada movimentação, outra vantagem aparece, que é a de evitar que o advogado perca um prazo ou que ocorra a revelia em novos processos.

    Melhor prática: utilizar um bom software jurídico

    Onde é possível encontrar essas soluções automatizadas de monitoramento do andamento processual? Sem dúvidas, a solução mais eficaz é contar com um bom software jurídico. Essa tecnologia é focada em produtividade, em outras palavras, sua principal ideia é fazer com que o gestor e os advogados não percam tempo com tarefas burocráticas, como o acompanhamento manual de andamento de processos.

    Um bom software jurídico, como o Lawyer, automatiza muitos processos internos, assumindo para si certas atividades que compõem o fluxo de trabalho, como a captura e registro dos andamentos. Nele, os profissionais podem acessar pastas de processos, consultando os detalhes de cada ação e as estatísticas processuais com base em indicadores cadastrados.

    Em suma, o software proporciona os benefícios citados sobre a automatização: eficiência, otimização do tempo e da produtividade. Com a chance de erros minimizada, o escritório ou departamento se beneficia, também, de um fluxo de trabalho mais assertivo.

    A melhor forma de fazer o monitoramento do andamento processual é utilizando uma solução tecnológica como o software jurídico. Ele traz muitos benefícios à gestão jurídica, otimizando a rotina de todos os profissionais.

    Que tal conhecer um excelente software jurídico que pode contribuir para sua rotina? Solicite uma demonstração do Lawyer!

    Advocacia é uma profissão de liberdade, de orgulho, de luta diária por direitos e interesses dos mais variados clientes. Para quem vive essa realidade dia após dia, é preciso coragem, força, determinação e acima de tudo persistência.

    Para lembrar o dia dessa bela profissão, a Alkasoft convidou o Dr. Jessé Fialho Martins, advogado, para celebrar a profissão lembrando 11 momentos vividos pelos advogados que certamente estão ou farão parte da memória de novos e experientes membros dessa classe:

    1- ) Quando passamos e recebemos a carteira da OAB, símbolo dos anos passados na graduação;

    2- ) Abrimos um novo escritório, ingressamos em um já existente ou buscamos a advocacia pública, conhecendo um mundo novo;

    3- ) Os primeiros clientes, os lamentos e horas despendidas ouvindo as suas dores e as injustiças cometidas;

    4- ) Elaboramos nossas primeiras petições, trazendo da memória todos aqueles ensinamentos dos queridos professores que tanto nos cobraram um bom desempenho;

    5- ) As primeiras audiências e acordos, um respiro imediato de conquista e a satisfação do cliente que temia litigar por anos à fio;

    6- ) Aquele instante em que a parte adversa apresenta a contestação e você se prepara para uma instrução dura que visa garantir cada centímetro do terreno disputado;

    7- ) O momento de glória: a sentença procedente, a confirmação de um trabalho realizado com sucesso, com meses ou anos aguardando pelo desfecho;

    8- ) O inconformismo com a manifestação do juiz, a dor do cliente e a preparação do recurso doloroso para trazer o bom Direito à tona;

    9- ) A primeira sustentação oral que nenhum advogado esquece, aquele momento de tensão cercado de pessoas enquanto da tribuna se busca convencer os magistrados das suas razões;

    10- ) Os tão merecidos honorários sendo recebidos e trazendo novo incentivo para a continuidade da luta diária;

    11- ) O orgulho da experiência que cresce a cada dia e se renova a cada ação proposta ou defendida, de uma profissão que nunca dorme e sempre tem que se atualizar para estar em harmonia com a evolução da sociedade democrática.

    ***

    O Dia do Advogado é comemorado em 11 de agosto, em homenagem a criação dos dois primeiros cursos de Direito no Brasil, em 1827: A Faculdade de Direito do Largo de São Francisco, em São Paulo; e a Faculdade de Direito de Olinda, em Pernambuco.

    Você sabia que? O software jurídico Lawyer Eleven, da Alkasoft, foi batizado com este nome em homenagem ao Dia do Advogado?

    Advocacia é uma profissão de liberdade, de orgulho, de luta diária por direitos e interesses dos mais variados clientes. Para quem vive essa realidade dia após dia, é preciso coragem, força, determinação e acima de tudo persistência.

    Para lembrar o dia dessa bela profissão, a Alkasoft convidou o Dr. Jessé Fialho Martins, advogado, para celebrar a profissão lembrando 11 momentos vividos pelos advogados que certamente estão ou farão parte da memória de novos e experientes membros dessa classe:

    1- ) Quando passamos e recebemos a carteira da OAB, símbolo dos anos passados na graduação;

    2- ) Abrimos um novo escritório, ingressamos em um já existente ou buscamos a advocacia pública, conhecendo um mundo novo;

    3- ) Os primeiros clientes, os lamentos e horas despendidas ouvindo as suas dores e as injustiças cometidas;

    4- ) Elaboramos nossas primeiras petições, trazendo da memória todos aqueles ensinamentos dos queridos professores que tanto nos cobraram um bom desempenho;

    5- ) As primeiras audiências e acordos, um respiro imediato de conquista e a satisfação do cliente que temia litigar por anos à fio;

    6- ) Aquele instante em que a parte adversa apresenta a contestação e você se prepara para uma instrução dura que visa garantir cada centímetro do terreno disputado;

    7- ) O momento de glória: a sentença procedente, a confirmação de um trabalho realizado com sucesso, com meses ou anos aguardando pelo desfecho;

    8- ) O inconformismo com a manifestação do juiz, a dor do cliente e a preparação do recurso doloroso para trazer o bom Direito à tona;

    9- ) A primeira sustentação oral que nenhum advogado esquece, aquele momento de tensão cercado de pessoas enquanto da tribuna se busca convencer os magistrados das suas razões;

    10- ) Os tão merecidos honorários sendo recebidos e trazendo novo incentivo para a continuidade da luta diária;

    11- ) O orgulho da experiência que cresce a cada dia e se renova a cada ação proposta ou defendida, de uma profissão que nunca dorme e sempre tem que se atualizar para estar em harmonia com a evolução da sociedade democrática.

    ***

    O Dia do Advogado é comemorado em 11 de agosto, em homenagem a criação dos dois primeiros cursos de Direito no Brasil, em 1827: A Faculdade de Direito do Largo de São Francisco, em São Paulo; e a Faculdade de Direito de Olinda, em Pernambuco.

    Você sabia que? O software jurídico Lawyer Eleven, da Alkasoft, foi batizado com este nome em homenagem ao Dia do Advogado?

    Advocacia é uma profissão de liberdade, de orgulho, de luta diária por direitos e interesses dos mais variados clientes. Para quem vive essa realidade dia após dia, é preciso coragem, força, determinação e acima de tudo persistência.

    Para lembrar o dia dessa bela profissão, a Alkasoft convidou o Dr. Jessé Fialho Martins, advogado, para celebrar a profissão lembrando 11 momentos vividos pelos advogados que certamente estão ou farão parte da memória de novos e experientes membros dessa classe:

    1- ) Quando passamos e recebemos a carteira da OAB, símbolo dos anos passados na graduação;

    2- ) Abrimos um novo escritório, ingressamos em um já existente ou buscamos a advocacia pública, conhecendo um mundo novo;

    3- ) Os primeiros clientes, os lamentos e horas despendidas ouvindo as suas dores e as injustiças cometidas;

    4- ) Elaboramos nossas primeiras petições, trazendo da memória todos aqueles ensinamentos dos queridos professores que tanto nos cobraram um bom desempenho;

    5- ) As primeiras audiências e acordos, um respiro imediato de conquista e a satisfação do cliente que temia litigar por anos à fio;

    6- ) Aquele instante em que a parte adversa apresenta a contestação e você se prepara para uma instrução dura que visa garantir cada centímetro do terreno disputado;

    7- ) O momento de glória: a sentença procedente, a confirmação de um trabalho realizado com sucesso, com meses ou anos aguardando pelo desfecho;

    8- ) O inconformismo com a manifestação do juiz, a dor do cliente e a preparação do recurso doloroso para trazer o bom Direito à tona;

    9- ) A primeira sustentação oral que nenhum advogado esquece, aquele momento de tensão cercado de pessoas enquanto da tribuna se busca convencer os magistrados das suas razões;

    10- ) Os tão merecidos honorários sendo recebidos e trazendo novo incentivo para a continuidade da luta diária;

    11- ) O orgulho da experiência que cresce a cada dia e se renova a cada ação proposta ou defendida, de uma profissão que nunca dorme e sempre tem que se atualizar para estar em harmonia com a evolução da sociedade democrática.

    * * *

    O Dia do Advogado é comemorado em 11 de agosto, em homenagem a criação dos dois primeiros cursos de Direito no Brasil, em 1827: A Faculdade de Direito do Largo de São Francisco, em São Paulo; e a Faculdade de Direito de Olinda, em Pernambuco.

    Você sabia que? O software jurídico Lawyer Eleven, da Alkasoft, foi batizado com este nome em homenagem ao Dia do Advogado?

    Alkasoft: 25 anos desenvolvendo inovação voltada ao cliente

    Neste ano de 2019, a Alkasoft, empresa de tecnologia voltada a negócios jurídicos, cartórios e monitoramento de marcas, sediada em Florianópolis/SC, completa 25 anos de história.

    Nessas bodas de prata, gostaríamos de compartilhar um pouco mais sobre nossa trajetória e os momentos mais especiais desse um quarto de século de desenvolvimento de soluções tecnológicas e de interação valiosa e prolífera com nossos clientes. 

    Histórico da Alkasoft

    A trajetória da empresa tem início em 1992. Mesmo de modo informal, o desejo de empreender e de ajudar o segmento a se modernizar incentivou os sócios Alexandre Martins, Cicero Triches e Jeferson Martins a iniciar a então chamada Alka Software.

    A empreitada tinha como objetivo desenvolver um sistema de registro de imóveis para o 3º Ofício de Florianópolis – SC, e, para isso, o trio utilizava uma sala cedida pelo próprio cartório.

    Como o desejo era realmente modificar o cenário do setor, em 1994 houve a formalização da empresa, que passou a se chamar Alkasoft Informática LTDA, mantendo a mesma composição societária. Com isso, o empreendimento passou a contar com sala própria e uma estrutura que permitiu, neste mesmo ano, o lançamento do LAWYER, um sistema para escritórios de advocacia. Esse foi um passo bastante inovador, visto que o software foi o primeiro do gênero para o sistema operacional Windows. 

    No ano seguinte, o sistema CART Imóveis, voltado à digitalização de cartórios, já estava sendo utilizado em beta-teste no 3º Ofício de Registro de Imóveis de Florianópolis, se diferenciando bastante das demais soluções que ainda utilizavam o padrão MS-DOS e suas tradicionais telas pretas e limitações gráficas.

    Em 1997, o CART Imóveis foi oficialmente lançado para o mercado, sendo comercializado prontamente em três cartórios, além do 3º Ofício. Em ritmo de constante inovação, no ano posterior, a empresa desenvolveu a solução denominada TEOREMA, voltada à realização de cálculos e atualizações monetárias, já sendo comercializada em 1999.

    Outro lançamento importante ocorreu no ano 2000: o TJ on LINE, sistema para captura de andamentos processuais de Tribunais, que serviu de embrião para o Lawyer CAPTURE.

    Sempre alinhada às tendências do mercado, ainda em 2005, a Alkasoft percebeu as demandas que seriam trazidas pela mobilidade a partir da popularização do uso da internet. Com isso, a empresa iniciou a comercialização de seu primeiro sistema via internet, o Lawyer Web, que trazia as mesmas facilidades do Lawyer, porém com a vantagem de poder ser acessado a partir de qualquer computador conectado à rede.

    Para a Alkasoft, facilitar a rotina dos cartórios sempre foi uma prioridade. Por isso, em 2007, o CART Imóveis começou a passar por ajustes para atender as mudanças demandadas pela normatização exigida pelos Tribunais, iniciando pelo Selo Digital no RS que, em 2011, também foi lançado e implementado em toda a base de cartórios de SC, e, em seguida, de outros estados. 

    A fim de profissionalizar ainda mais sua gestão e tornar a empresa mais competitiva, em 2013, suas instalações físicas foram ampliadas e a estrutura organizacional ganhou modificações, passando a contar com equipes especializadas para os diferentes segmentos de atuação, com salas tecnológicas (para desenvolvimento e suporte), salas de negócio e sala administrativa. 

    No ano de 2014, a empresa fechou uma parceria importante com a Tagmatec, o que deu início à comercialização do sistema SigaSuaMarca, uma solução inovadora no monitoramento de marcas registradas no INPI. Com isso, a Alkasoft passou a atuar, também, no segmento de Propriedade Industrial/Intelectual.

    Em busca da excelência operacional, em 2017, a empresa passou por nova reestruturação, a fim de torná-la ainda mais competitiva e tornar seu negócio mais escalável. 

    Visão de futuro

    Neste momento, a Alkasoft está completando 25 anos de história, marcados pelo lançamento do produto Lawyer ELEVEN, que traz consigo não apenas uma solução moderna para escritórios de advocacia, como também uma nova plataforma de desenvolvimento, que está servindo de base para o Alkaflow – sistema de controle de atividades e fluxo de trabalho.

    E isso é apenas o começo. Em breve, novos lançamentos e aperfeiçoamentos vão ser disponibilizados, visando agregar valor aos nossos clientes, fazendo aquilo que mais gostamos de fazer: desenvolver tecnologia com foco nas reais demandas de mercado.

    Clientes: o principal ativo da Alkasoft

    Em toda a trajetória da Alkasoft, houve um elemento que estimulou cada lançamento, inovação e melhoria: nossos clientes. Eles são nossos principais ativos e os propulsores de cada movimento da empresa, que sempre teve em seu DNA a orientação ao mercado.

    Por isso, nesse momento tão importante, não poderíamos deixar de agradecer a cada cliente que fez e faz parte de nossa história, e que confia nos sistemas desenvolvidos pela Alkasoft e nossa equipe. Finalizamos com o nosso muito obrigado a todos vocês e votos de mais conquistas e sucesso. 

    A automação promovida por soluções, como os sistemas Cart, traz diversos benefícios diretos e indiretos para os cartórios. Ela favorece uma modernização da serventia, sua adequação a determinações – como o Provimento nº 74/2018 -, além de otimização do tempo e dos demais recursos do negócio, entre outros.

    Neste artigo, conheça alguns exemplos de situações práticas nas quais os sistemas Cart podem facilitar o dia a dia de seu cartório.

    1. Agilidade nas atividades de rotina de um cartório

    Os sistemas Cart, por automatizar todas as rotinas comuns de um cartório, trazem muito mais agilidade para as situações do dia a dia notarial e registral. Atividades, como cadastro de títulos e matrículas, consultas de protocolos e emissão de guias, se tornam mais práticas e rápidas, melhorando a eficiência da serventia. 

    2. Atendimento ao cliente

    A automação de tarefas trazida pelos sistemas Cart possibilita, também, um incremento expressivo na agilidade e na qualidade do atendimento ao cliente. Por meio do software, é possível, por exemplo, que o cliente consulte o andamento de suas solicitações à serventia. Assim, o cartório pode disponibilizar ao seu cliente serviços como um portal de atendimento online, melhorando sua experiência junto à serventia.

    3. Proteção aos dados de seu cartório com os sistemas Cart

    Fazer a proteção dos dados de seu cartório sem ter uma solução que apresente a segurança como um de seus pilares é um grande desafio. Os sistemas Cart contam com diversos recursos e mecanismos para que as informações importantes se mantenham seguras e em cópias na nuvem, como uma garantia extra de que nada será perdido.

    Ainda, o software oferece um sistema de backup para que situações como desastres naturais ou ações de má fé não causem o desaparecimento das informações. 

    4. Acesso a livros e documentos

    A digitalização trazida pelos sistemas Cart facilita o acesso rápido a qualquer livro e documento, além de manter a sua preservação intacta.

    Como você sabe, os livros de um cartório são bastante valiosos, já que contêm os dados dos seus clientes, dos imóveis e das negociações envolvendo essas propriedades. Entretanto, quando os livros são físicos, comumente se apresentam em diversos formatos e tamanhos, sendo de difícil manuseio e mais propensos a avarias. Essa dificuldade de manuseio e de localização dos livros pode reduzir o ritmo de trabalho da serventia, por isso, a digitalização permite que se tenha uma capacidade produtiva e de resposta muito maior.

    5. Desenvolvimento de relatórios gerenciais

    Quando os dados, indicadores e demais informações estão descentralizadas e desorganizadas, desenvolver relatórios gerenciais se torna algo bastante moroso e complexo. Já ao adotar soluções tecnológicas, como os Sistemas Cart, esse cenário fica no passado.

    Com o sistema, é possível gerar diversos tipos de relatórios, com poucos cliques. Isso permite que o gestor aja proativamente na identificação de gargalos operacionais, de oportunidades de melhorias e que conheça com precisão os resultados obtidos pela serventia.

    6. Padronização de documentos

    Com os sistemas Cart, é possível fazer a digitalização e o armazenamento de todos os documentos importantes. Ainda, ele auxilia na realização do controle da tramitação de títulos, gerenciando as imagens do acervo e emitindo um alerta se alguma estiver desatualizada. Com esses recursos, fica muito mais fácil padronizar modelos textuais da serventia e, até mesmo, determinar e compartilhar padrões regionais com cartórios de todo um Estado, por exemplo.

    7. Cadastramento e consulta de pessoas jurídicas

    Os sistemas Cart contam com um recurso para a realização da emissão e remessa automatizada do Recibo Provisório de Serviços (RPS) para as prefeituras, para gerar a NF-e. Além disso, emite etiquetas em substituição aos carimbos, o que permite mais agilidade no cadastramento e na consulta de pessoas jurídicas.

    8. Processo de registro de imóveis

    Por meio da ferramenta Cart Scan, a serventia pode digitalizar matrículas, registros auxiliares, títulos e certidões do cartório. Desse modo, o processo de registro de imóveis é bastante otimizado. Ainda, por meio dessa solução, é possível comunicar aos usuários quando os títulos estão prontos e, em caso de outras exigências, encaminhá-las, também, ao cliente. Por fim, ele possibilita que se faça a assinatura eletrônica das certidões e a entrega de tais documentos via internet, tornando o processo muito mais prático.

    E então, que tal contar com esses benefícios em seu cartório? Para isso, solicite uma demonstração gratuita dos sistemas Cart e veja, na prática, como situações rotineiras de sua serventia podem ser otimizadas.

    Além da gestão financeira, administrativa e jurídica, a gestão de pessoas do cartório é outra esfera que impacta diretamente na boa operação e na qualidade do atendimento ao cliente da serventia. 

    O bom gerenciamento do capital humano traz benefícios como redução da rotatividade de pessoal, incremento da produtividade, excelência na prestação de serviço e ambiente mais propício à inovação e à adesão às mudanças.

    Neste artigo, conheça algumas dicas para ajudá-lo a aprimorar a gestão de pessoas de seu cartório. Confira.

    1. Disponibilize canais de comunicação para os funcionários

    Um dos fatores mais desengajadores e prejudiciais a um bom clima laboral é o boato organizacional. Em ambientes nos quais a serventia não mantém sua equipe bem informada e disponibiliza canais de comunicação formal, o boato ganha voz e vez.

    Desse modo, para melhorar a gestão de pessoas do cartório, implemente e atualize canais de comunicação interna. Eles podem abranger desde quadros de avisos, jornal interno, e-mails semanais, reuniões de equipe até um sistema sofisticado de intranet. Isso ajudará a gerar mais transparência, a manter seus funcionários atualizados sobre mudanças e novidades e a evitar os indesejáveis rumores. 

    2. Ofereça treinamentos de aperfeiçoamento à equipe

    O conhecimento é um dos maiores ativos que temos. E quando o empregador disponibiliza a oportunidade de atualização e obtenção de novos conhecimentos, essa iniciativa tende a ser bastante valorizada pela equipe, tangibilizando a preocupação do gestor com a motivação e o crescimento pessoal do funcionário. Ainda, isso ajudará também a melhorar a produtividade e a qualidade do atendimento em sua serventia. 

    3. Para aprimorar a gestão de pessoas do cartório, reconheça seus talentos

    Hoje, a competitividade não abrange apenas a conquista de clientes, mas também dos melhores talentos. Assim, para atrai-los e retê-los em sua serventia, é importante adotar políticas de valorização e reconhecimento.

    E isso contempla desde ações simples, como elogiar boas iniciativas em público, eleger o funcionário do mês, até a oferecer bolsas de estudos e cursos de idiomas para seus talentos, conforme critérios. 

    4. Estimule a cocriação e a inovação em sua serventia

    O serviço notarial ainda lida com certo estigma quanto à sua atualização. Para vencê-lo e conquistar melhor reputação, é importante buscar a melhoria constante dos processos e modernizar o cartório.

    E sua equipe pode ser uma grande aliada nesse caminho. Incentive, motive e reconheça as boas ideias trazidas por ela na gestão de pessoas do cartório. Apresente o desafio de todos pensarem sobre como podem executar seu trabalho de modo mais ágil, prático, qualificado e com melhor custo-eficiência. Implementar um Programa de Sugestões e premiar as melhores contribuições implantadas pode ser algo bastante positivo para o cartório e para o engajamento da sua equipe.

    5. Torne as reuniões mais eficientes

    De acordo com pesquisa, quase 50% dos trabalhadores consideram as reuniões como principais geradores de desperdício de tempo laboral.

    Na verdade, a reunião é um bom recurso para a disseminação de instruções de trabalho, padronização de procedimentos, para ouvir sua equipe e repassar recados mais agilmente. Portanto, para que esse momento não torne-se um fator desmotivador, planeje bem as reuniões, realizando-as apenas quando necessário, com objetivo e pauta estipulados. 

    6. Forneça feedback

    Para ter uma boa gestão de pessoas do cartório, os feedbacks precisam ser constantes, tanto para destacar acertos quanto erros. Com os acertos, o gestor ajudará a promover mais confiança e sentimento de reconhecimento, estimulando as melhores práticas.

    Já com os feedbacks apontando erros, mostra-se preocupação com o desenvolvimento do profissional – para isso, o feedback deve ser construtivo e sempre dado em particular. 

    7. Faça pesquisa de clima

    A pesquisa de clima organizacional é um instrumento estratégico de grande importância, pois ajuda as organizações a compreenderem as reais motivações, expectativas e opiniões de seus funcionários. E, a partir desse entendimento, torna-se muito mais fácil e assertivo melhorar a gestão de pessoas do cartório, gerando um plano de ação para neutralizar e resolver os pontos negativos apontados pela equipe e potencializar os positivos. 

    E então, pronto para aprimorar a gestão de pessoas do cartório? Conhece alguma outra boa prática para uma boa administração do capital humano das serventias? Deixe sua mensagem nos comentários.

    Cuidar das finanças é uma tarefa fundamental, tanto na esfera pessoal quanto na empresarial. Com os cartórios, naturalmente, isso não é diferente – o sucesso ou prejuízo da empresa depende de uma boa gestão financeira de cartório.

    No dia a dia, com o acúmulo de tarefas, muitas vezes falta planejamento e decisões relacionadas ao departamento financeiro são tomadas sem estudo prévio suficiente e, por isso, a gestão financeira de cartório nem sempre corresponde ao esperado.

    De fato, controlar o dinheiro que entra e sai do caixa não é uma questão fácil. Pensando nisso, preparamos algumas dicas que podem ajudar o gestor de cartório nessa missão rumo ao sucesso financeiro do negócio. Acompanhe a seguir.

     

    5 dicas para uma boa gestão financeira de cartório

     

    1. Fazer um planejamento financeiro consistente
     

    Ter um planejamento estratégico é um requisito básico para todos os departamentos, principalmente o financeiro. É a partir dele que você consegue prever os lucros, eventuais prejuízos e tomar decisões assertivas para gerar o cenário mais positivo possível.

    Para um melhor direcionamento, é aconselhável colocar na ponta do lápis todas as ações que devem ser executadas, em conjunto com as metas que precisam ser atingidas.

    Isso porque o gestor deve ter o controle de quanto vai precisar faturar, quais são os limites de despesas, quais investimentos devem ser realizados e outras questões que podem ditar os próximos passos e o sucesso do cartório.
     

    2. Adotar a tecnologia a favor do fluxo de caixa
     

    Um dos principais instrumentos para uma boa gestão financeira de cartório, o fluxo de caixa consiste, basicamente, em controlar todas as entradas e saídas de dinheiro da empresa.

    Para não falhar nessa etapa crucial, é recomendado utilizar um software que permita a integração de áreas, como contas a pagar e a receber, além da agilidade na inserção e consulta dos dados. É importante ressaltar que o fluxo de caixa deve ser encarado como uma tarefa contínua.
     

    3. Separar despesas pessoais das corporativas
     

    Um erro comum, mas muito prejudicial nos negócios, é misturar dinheiro e contas pessoais com as corporativas, o que pode desorganizar as finanças e seu fluxo de caixa. Para que a sua gestão financeira de cartório seja eficiente, o primeiro passo é ter contas em banco separadas para cada situação.

    Lembre-se de que as contas da empresa devem ser registradas e avaliadas junto à contabilidade do negócio e, também, por isso, precisam estar separadas dos gastos e lucros pessoais.
     

    4. Fazer controle das certidões e registros emitidos diariamente
     

    O sucesso de um negócio depende das suas vendas, seja por produtos ou serviços. Por isso, é extremamente importante ter controle nessa etapa. Para ajudar nessa função, vale tomar determinadas providências, como registrar as entradas realizadas por diferentes meios, validar se todos os pagamentos estão corretos, utilizar softwares de gestão financeira, treinar equipes para utilização da inovação a favor do negócio, etc.
     

    5. Adotar a tecnologia para automatizar ações
     

    Contar com a ajuda da tecnologia na gestão financeira de cartório é um ponto positivo para o negócio, pois, além de automatizar e otimizar processos, ela permite a redução de erros e custos no dia a dia, otimiza e previsão do fluxo de caixa, melhora a visualização e o controle das receitas e despesas, garante a segurança e agilidade nas operações, permite acesso a relatórios e outras particularidades que variam de acordo com a ferramenta escolhida.

    E então, que tal atualizar a sua serventia para otimizar a gestão financeira do negócio? Solicite já uma demonstração do Sistema Cart e automatize o seu cartório!

    Florianópolis está completando 346 anos em 23 de março de 2019.

    E nós, da Alkasoft, temos orgulho de ser uma empresa legitimamente florianopolitana, nascida e criada na famosa “Ilha do Silício” brasileira. Esse apelido da cidade traduz muito o nosso DNA, a tecnologia e a inovação estão mais do que presentes no nosso negócio!

    Por falar em Ilha do Silício… Queremos aproveitar este post para apresentar alguns dados que comprovam que Floripa é um dos maiores pólos tecnológicos do Brasil. Confira:

    Polo tecnológico de Santa Catarina

    A Grande Florianópolis é o maior polo tecnológico de Santa Catarina, destacando-se também nacionalmente. Com quase 4 mil empresas, seu faturamento total é de R$ 6,4 bilhões e emprega 16,5 mil pessoas.

    Em faturamento médio dos polos nacionais, Florianópolis está em 4º lugar, atrás de Manaus, Rio de Janeiro e Campinas, com R$ 1,8 milhões de receita.

    Densidade de colaboradores, empresas e empreendedores

    Em relação à densidade de colaboradores, Florianópolis é o maior polo do país, com 2.552 colaboradores para cada 100 mil habitantes.

    Florianópolis é o 2º polo com maior densidade de empresas por habitantes: mais de 541 empresas a cada 100 mil habitantes. 

    Também é o 2º polo em densidade de empreendedores, com mais de 750 empreendedores a cada 100 mil habitantes, ficando atrás somente de São Paulo.

    Empresas associadas a ACATE

    Atualmente, as empresas associadas à ACATE – Associação Catarinense de Tecnologia, contam com 1.670 empreendedores e 43.430 empregos gerados, sendo que a maioria deles está na região da Grande Florianópolis. A cada 4 empreendedores, 3 são dessa região e que a cada 5 empregos, mais de 4 estão na região do polo de Florianópolis.

    ***

    Como você pôde comprovar com os dados acima, Florianópolis possui uma grande representatividade no ecossistema de tecnologia e inovação no cenário nacional, com grandes possibilidades de desenvolvimento nos próximos anos.

    Parabenizamos Floripa pelo seu dia e desejamos que em 2020 tenhamos estatísticas ainda mais relevantes para lhe apresentar sobre o nosso mercado! 

    * Os dados são do Observatório ACATE: Panorama do Setor de Tecnologia de Santa Catarina 2018.