fbpx

É cada vez mais comum advogados recém-formados preferirem seguir a carreira de forma autônoma, sem estarem ligados à escritórios de advocacia. É um caminho mais difícil a ser seguido, afinal, tudo dependerá do objetivo e determinação.

Contudo, não é algo impossível de conquistar. Com muita perseverança e vontade, é possível destacar-se frente aos escritórios de advocacia. Para facilitar e indicar o melhor caminho, a Alkasoft traz no artigo de hoje algumas dicas para você advogado, que pretende ou está seguindo sua carreira como autônomo.

Marketing

Como a clássica frase já diz, propaganda é a alma do negócio! Para ser conhecido e firmar sua marca no mercado, é preciso investir em propaganda e marketing. Primeiro de tudo, é necessário conhecer seus objetivos e necessidades, para então criar um planejamento de marketing, seja ele de curto ou longo prazo. É ideal consultar uma agência de publicidade ou agência de marketing digital para que o serviço seja executado da melhor forma. Somente um profissional da área de marketing poderá oferecer a melhor estratégia para seu caso e prosseguir com os passos necessários.

Honorários

Definir os honorários que você deseja cobrar é uma tarefa muito importante. Primeiro analise o mercado e observe o que os escritórios de advocacia estão utilizando. Contudo, é essencial cuidar para não competir com honorários dos escritórios de advocacia. Para calcular os honorários, é indicado observar sua experiência profissional, tipo de serviço prestado e grau de conhecimento. Assim, será mais simples aplicar um preço justo e competitivo.

Especializações

Falando em destacar-se no mercado, muitos escritórios de advocacia trabalham com diversas especialidades, ampliando suas áreas de atendimento. Para competir no mercado é fundamental especializar-se. Algumas áreas como Direito do Trabalho e Direito Administrativo podem garantir altos ganhos. É fundamental estar atento a novos mercados e sempre se atualizar e buscar se qualificar.

Gostou do artigo? Acesse nosso blog e leia mais dicas sobre a área da advocacia!

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer juntar-se a discussão?
Sinta-se a vontade para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *