homem com a mão esticada tocando a tela de um dispositivo no qual aparece uma imagem de uma balança

Se você é um advogado em início de carreira, certamente está preocupado com as tendências jurídicas para 2021. Nos últimos anos, vimos muitas novidades nos fluxos de trabalho, com a adoção do home office e de novas tecnologias. E como será 2021 no Direito? Quais as tendências para advogados? Confira, a seguir!

Tendências jurídicas para 2021

Advocacia 5.0

Até o momento, estávamos acostumados com o termo Advocacia 4.0. Nela, a automação jurídica, por meio de diversas ferramentas, elevou o patamar de produtividade e eficácia dos escritórios e departamentos.

Afinal, foi com a sociedade 4.0 que apareceram diversas novidades tecnológicas, como Internet das Coisas (IoT), robótica avançada, Big Data e Analytics, computação em nuvem, inteligência artificial (IA), segurança cibernética, realidade aumentada, sistemas horizontais e verticais de integração, automação de processos de trabalho e desenvolvimento de aplicativos.

A sociedade 5.0. é a Sociedade da Imaginação, ou Sociedade Superinteligente. Seu objetivo é utilizar a tecnologia para resolver problemas que afligem a sociedade, com foco nas necessidades humanas.

Enquanto a sociedade 4.0 usa as redes para passar informações que serão analisadas por pessoas, a sociedade 5.0 interliga, no ciberespaço e com uso de IA, pessoas, coisas e sistemas para otimizar os resultados. É o uso da tecnologia de maneira mais articulada em favor do ser humano.

A advocacia 5.0 é, assim, uma das tendências jurídicas para 2021 que merecem um olhar atento, e que é centrada no ser humano e em suas particularidades. Os advogados deverão incorporar em seus processos as tecnologias emergentes para lidar com as questões sociais delas resultantes. Até mesmo por isso, mudará a mentalidade jurídica que, até então, era verticalizada, hierárquica e formal.

Inteligência artificial

Falar da inteligência artificial como uma das tendências para advogados é “chover no molhado”, pois ela já está presente na rotina da advocacia. No entanto, com a sociedade 5.0, ela alcança uma importância muito maior. Afinal, revoluciona muitas áreas sociais, e a Advocacia 5.0 está centrada no ser humano e no contexto em que ele está inserido.

O uso da inteligência artificial na coleta, processamento e armazenamento de dados, inclusive, ganhou outro patamar com o advento da LGPD. Há uma necessidade de se preparar para processar e coletar dados de modo a não ferir os direitos dos usuários.

Dessa forma, é muito importante que os advogados estejam atentos às adequações e à preparação de seus sistemas jurídicos para otimizar a tomada de decisões sem ferir as novas leis.

Além disso, as tendências para advogados dentro da inteligência artificial podem dar a eles mais tempo de qualidade para lidar com pessoas. Softwares de automação jurídica assumem tarefas repetitivas e burocráticas. Ferramentas analisam riscos presentes em contratos ou definem, a partir do caso concreto, as infrações cometidas e as leis aplicáveis ao caso. As possibilidades são inúmeras!

Legal design thinking

O Legal Design Thinking é uma espécie de desdobramento da Advocacia 5.0. O ano de 2021 no Direito promete fazer com que ele seja uma das tendências para advogados no caminho da consolidação.

Legal Design Thinking é, a grosso modo, transmitir uma mensagem ao cliente de forma a proporcioná-lo a melhor experiência com seu produto ou serviço. E por que é uma das tendências jurídicas para 2021? Porque os advogados aplicarão esse conceito na hora de lidar com os clientes, de modo a atender o foco da Advocacia 5.0.

Na prática, lembre-se de que seus clientes não têm conhecimento legal profundo. Você deve solucionar seu problema em uma linguagem próxima do destinatário da informação, não do remetente. Isso se dá em diversas formas, como:

  • Avisos de privacidade concisos, transparentes e com linguagem simples;
  • Otimização e simplificação de documentos, processos e serviços;
  • Colaboração entre clientes e profissionais;
  • Softwares jurídicos compreensíveis.

Essas tendências jurídicas de 2021 aparecem como solução para muitos problemas com os quais a advocacia vem lidando. É fundamental se preparar para essas mudanças, de modo a manter a atividade competitiva. Para tanto, ter um sistema jurídico preparado para as novidades pode levar seu negócio a otimizar a tomada de decisões.

Você está pronto?

escritorio-digital
0 respostas

Deixe uma resposta

Quer juntar-se a discussão?
Sinta-se a vontade para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.