Posts

Muitos são os benefícios que um software jurídico pode trazer ao seu escritório de advocacia. Automatização de demandas rotineiras, otimização da gestão da empresa e, sobretudo, um melhor controle dos processos judiciais.

No entanto, para que isso aconteça da forma mais eficiente possível, você precisa introduzir algumas práticas na rotina da sua equipe. Até porque investir na contratação de um software jurídico especializado é apenas o primeiro passo para, de fato, melhorar a gestão do seu escritório. Mas o que fazer para melhorar o controle de processos judiciais? É exatamente sobre isso que falaremos neste artigo.

Software jurídico: aumento da performance da equipe

A implementação de um software jurídico, somada às boas práticas que devem ser adotadas dentro do seu escritório, pode garantir um aumento da performance de toda a equipe. Isso porque esse tipo de tecnologia permite que você profissionalize a gestão e poupe colaboradores de tarefas que demandam tempo e muito pouco contribuem para a produtividade da sua empresa.

Você deve estar se perguntando: mas, na prática, quais são os benefícios que geram todo esse aumento de performance? Listamos os principais:

1. Dados em nuvem

Ao implementar um software jurídico como o Lawyer, desenvolvido pela Alkasoft, você, gestor, e os próprios advogados da sua equipe, têm a oportunidade de gerenciar e controlar informações de qualquer lugar em que estejam, uma vez que todos os dados ficam armazenados em nuvem.

Ou seja, se você está em dúvida se agendou aquela reunião importante com os clientes, precisa saber qual é o horário da sua próxima audiência ou mesmo qual é o prazo para apresentar determinado recurso, todas essas informações podem ser facilmente acessadas de onde você estiver. Basta ter acesso à internet.

Em casa, no trabalho e no Fórum, você tem todas as informações ao seu dispor. Assim, fica muito mais fácil manter o controle dos processos judiciais e evitar que ocorram erros por falta de atenção. Agora você já pode abandonar a agenda na versão tradicional (que, vamos admitir, você sempre esquece no carro) e ter a tranquilidade de não perder mais nenhum compromisso!

2. Engajamento de toda a equipe

Você já deve ter se convencido de que um software jurídico é capaz de agilizar e otimizar em muito a gestão do seu escritório e o controle dos processos judiciais, não é? Mas agora também é importante ter em mente que a tecnologia muito pouco ajudará sua empresa se você não encontrar formas de engajar toda a equipe na inevitável mudança de rotina e de processos que a adoção dessa nova tecnologia significará.

Muitos advogados têm certa resistência na hora de mudar rotinas e procedimentos. O que é bastante normal, se levarmos em conta que toda mudança passa por uma fase de aprendizado e adaptação.

Para diminuir essa resistência e facilitar o engajamento de todos, é importante escolher o melhor software jurídico do mercado desenvolvido para atender às suas necessidades da sua equipe e também investir em treinamento.

3. Escolha um software intuitivo

Um software jurídico com layout intuitivo pode tornar esse processo de adaptação dos advogados do seu escritório muito mais simples. Já imaginou acessar uma plataforma na qual você não saiba ao certo por onde começar? Ainda que ela traga diversas vantagens em longo prazo, você, com certeza, vai preferir fazer tudo manualmente.

Por outro lado, se os primeiros contatos com a tecnologia forem agradáveis e, além de oferecer vantagens, a equipe perceber que não passará horas da jornada de trabalho tentando entender as funcionalidades, a missão será muito mais bem-sucedida!

Essas foram algumas dicas que vão auxiliar você no momento de contratar um software jurídico e implementá-lo na rotina do seu escritório de advocacia. Esperamos que o conteúdo tenha sido útil para você! Qualquer dúvida ou mesmo se você quiser saber mais sobre o Lawyer, entre em contato conosco. Ficaremos felizes em ajudá-lo!

 

De acordo com o Conselho Federal da OAB, atualmente há mais de 1 milhão de advogados cadastrados – além de outros 40 mil estagiários que logo se juntarão ao time. Diante de toda a concorrência, é preciso encontrar meios de destacar-se. E, para isso, nada melhor que investir no Marketing Jurídico. Fazer um bom trabalho, hoje em dia, não é mais suficiente. Você precisa promovê-lo e permitir que seus possíveis futuros clientes conheçam a sua competência. Ou seja, o mercado deve reconhecer você. Mas como fazer isso? A resposta é simples: fazendo-se presente.

Estar nas redes sociais, em blogs, criar estratégias de Marketing Jurídico e firmar-se como autoridade nos assuntos relacionados aos serviços que você oferece é o primeiro passo para isso. Mas os advogados ainda têm um desafio pela frente: como promover o escritório de advocacia sem ferir o Código de Ética e Disciplina da OAB? Pois bem, é exatamente sobre isso que falaremos neste artigo. Confira!

Marketing Jurídico: até onde eu posso ir?

O que é aceito ou reprovado em termos de publicidade profissional no meio jurídico? Quais ações estão de acordo com as disposições do Código de Ética e Disciplina da OAB? Quais são as tendências de Marketing Jurídico mais aceitas e mais praticadas no mercado?

Essas são apenas algumas das dúvidas mais comuns e vamos explicá-las mostrando as opções de ações permitidas e não permitidas.

1. Cartões de visita e materiais institucionais

– Deve constar:
Nome do advogado ou da sociedade de advogados e número de inscrição na OAB.

– Não deve constar:
Fotografias pessoais ou de terceiros, menção a empregos, cargos e funções (excetuando-se o caso de professores universitários).

2. Artigos e newsletters

São permitidas legalmente as divulgações de textos em meios de comunicação, publicações de caráter científico e cultural, desde que não implique:

  • Indução de litígios por parte do leitor;
  • Forma de captação de clientela.

É mencionada ainda como meio de publicidade admitida a divulgação de boletins, por meio físico ou eletrônico, sendo a circulação restrita a clientes e interessados do meio jurídico.

3. Entrevistas e manifestações públicas

Participações em programas de televisão e rádio ou manifestação em quaisquer outros meios de comunicação são permitidas desde que tenham objetivo ilustrativo, educacional e instrutivo.

O profissional deve abster-se de comportamentos que caracterizem promoção pessoal, debates de caráter sensacionalista ou manifestações sobre causas sob responsabilidade de outro advogado.

E o Marketing Digital?

Até então, preocupamo-nos com as instruções mais gerais de publicidade. Agora, vamos adentrar nas tendências e práticas de mercado, explicando o que é permitido pelo Código de Ética em relação às estratégias de Marketing Digital. Confira!

– Inbound Marketing

Pode-se dizer que Inbound Marketing é uma estratégia que consiste em produzir e compartilhar conteúdos e materiais sobre um tema de interesse comum entre determinado público. Então, se você pode produzir textos, enviar mensagens e veicular boletins eletrônicos, isso significa que é possível adotar uma estratégia de marketing de conteúdo que se adeque às regras estabelecidas pelo Código de Ética.

A premissa do Inbound Marketing é comunicar-se apenas com pessoas interessadas no seu conteúdo. Dessa forma, o interesse deve ser manifestado em algum momento por meio da disponibilização de dados de contato ao realizar-se a inscrição em um blog ou fazer-se o download de um material, autorizando o envio de e-mails, conteúdos e newsletters.

Perceba que, dessa forma, você atende a outra exigência da OAB, quanto à restrição de produção, veiculação de textos e artigos a clientes ou interessados do meio jurídico.

Ressaltamos ainda que, para o sucesso de uma estratégia de Inbound Marketing, é fundamental conhecer e segmentar o público-alvo das suas ações. No caso da advocacia, você pode, por exemplo, separar os públicos de acordo com a matéria do Direito de interesse de cada grupo. As informações de segmentação da base já podem ser alinhadas dentro da estratégia de gestão do escritório de advocacia e definidas nos fluxos de trabalho.

– SEO – Search Engine Optimization

Consiste em uma estratégia de otimização de site, conteúdos e blog para facilitar o reconhecimento das suas páginas pelos mecanismos de pesquisa do Google, melhorando o posicionamento nos resultados das buscas efetuadas por usuários.

Não há nenhuma disposição no Código de Ética que se oponha a essa prática, uma vez que ela não se refere à abordagem direta às pessoas, mas a configurações e boas práticas a serem adotadas internamente.

– Redes sociais

Na mesma linha do que se refere a e-mails e newsletters, não há nada impedindo a publicidade profissional em Redes Sociais. É claro que não há um artigo específico sobre as redes sociais, mas se entende que devem ser obedecidas as restrições aplicadas à manifestação pública em meios de comunicação.

As redes sociais são um bom ambiente para fortalecimento da presença digital e um importante canal de divulgação dos componentes inseridos na estratégia de Inbound Marketing.

Imagine que você ou um grupo de advogados de seu escritório sejam auxiliados por uma equipe de redatores ou profissionais de marketing e comecem a produzir textos para serem postados em um blog. Esses conteúdos estarão na sua página, mas se você não os promover de alguma forma, provavelmente não atingirão um grande número de pessoas.

No entanto, se você compartilhar esses conteúdos em suas páginas em redes como LinkedIn e Facebook, o alcance deles deverá aumentar consideravelmente.

Resumo de boas práticas no Marketing Jurídico

É importante também levar em consideração que as regras estabelecidas pelo Código de Ética e Disciplina visam a impedir comunicações e ações de caráter intrusivo que possam comprometer a sobriedade, a nobreza e a dignidade da profissão, bem como a inibir procedimentos que caracterizem mercantilização da advocacia.

No entanto, existem opções eticamente adequadas de publicidade para advogados ou sociedades de advocacia, as quais geram resultado efetivo se bem utilizadas.

Portanto, lembre-se do que não é permitido:

  • Induzir os leitores a litigar;
  • Ações especificamente com o objetivo de captar clientes;
  • Promoção pessoal;
  • Discussões de caráter sensacionalista;
  • Manifestações sobre causas sob responsabilidade de outro advogado;
  • Mercantilização da profissão.

Deu para perceber que, se respeitadas as devidas restrições, você pode criar excelentes estratégias de Marketing Jurídico que vão promover o seu trabalho e diferenciar o seu escritório de advocacia dos demais, não é?

Use seu conhecimento, seu bom senso e sua ética profissional e torne-se referência na sua área de atuação!

 

O Direito é uma área de conhecimento bastante antiga e, como não poderia deixar de ser, tradicional. Por isso, é bastante comum que um escritório de advocacia tenha certa resistência em criar novos processos visando a uma melhor gestão. No entanto, essa iniciativa de inovação é necessária se você busca sucesso e longevidade para a sua empresa.

Mas como fazer uma melhor gestão de um escritório de advocacia? Bem, o primeiro passo (e o mais importante!) você já deu, que foi reconhecer o problema e procurar uma forma de resolvê-lo. Pode deixar que, a partir de agora, nós ajudaremos você. Neste artigo, vamos falar um pouco sobre as principais dificuldades em implementar novos procedimentos que visem a uma melhor gestão e também sobre algumas dicas para colocar em prática e gerir melhor o seu escritório de advocacia. Confira!

Escritório de advocacia: organização é fundamental

A organização não é requisito apenas de um escritório de advocacia, mas de qualquer empresa que queira manter-se no mercado. No entanto, quando se trata de processos, audiências, provas, entre outras rotinas que envolvem o Direito, pode-se imaginar a quantidade de documentos existentes.

E para que você não se perca em meio a eles, é necessário criar formas de catalogá-los e de deixá-los acessíveis a qualquer pessoa autorizada. Afinal de contas, você não quer perder nenhum documento, não é mesmo? Muito menos passar horas em busca de uma informação por pura desorganização.

A fim de garantir uma melhor organização, você precisa levar em consideração duas frentes: uma mão de obra especializada e, tão importante quanto, um software que permita a automatização de algumas demandas.

A mão de obra especializada é de extrema importância, porque evita que advogados utilizem grande parte da jornada de trabalho em demandas que não são da alçada deles e que, muitas vezes, podem ter um resultado abaixo do esperado.

Já imaginou pedir a um advogado que ele organize as pastas dos clientes? Ele levaria uma tarde inteira para finalizar a atividade e, muito provavelmente, haveria erros.

É mais ou menos como se você pedisse para que um arquivologista fizesse uma petição inicial. Certamente não sairia um bom trabalho, concorda? Portanto, invista em uma equipe especializada em suas próprias atividades!

Agora, em relação a automatizar processos, acredite: isso pode melhorar e muito a gestão do seu escritório de advocacia!

Atualmente, já existem softwares jurídicos especializados em gestão. Eles conseguem gerenciar tanto a sua equipe quanto os processos e ainda geram relatórios para que você e seus clientes possam acompanhar tudo que acontece na empresa.

Sabe aquelas tarefas que você sempre deixa para depois? Com um software especializado, não precisará mais preocupar-se com elas. Essas tecnologias também aumentam a produtividade, identificam gargalos que impedem o desenvolvimento e minimizam erros por perda de prazos, por exemplo.

A equipe está resistente a modificar processos, e agora?

Conforme dito acima, o Direito é um ramo conservador e, por isso, transformar a gestão do seu escritório de advocacia pode ser mais difícil do que você imagina.

Mas não se desespere! Quase todas as mudanças, em um primeiro momento, geram estranhamentos e insegurança. Afinal, por que mudar procedimentos que, até então, funcionavam?

A primeira alternativa para contornar essa resistência é escolher bem o software de gestão para a sua empresa. Ele precisa ser intuitivo e eficiente. Toda a equipe precisa perceber, logo no início, as vantagens que ele oferece para as rotinas dentro do escritório. Do contrário, ninguém se esforçará para implementá-lo no dia a dia.

Após escolher um software capaz de causar uma boa primeira impressão, é o momento de investir em treinamento. Muitas empresas oferecem treinamento no primeiro mês, para que os principais problemas sejam identificados e, em seguida, corrigidos.

Ao seguir essas duas dicas simples, você, com certeza, conseguirá implementar o software na rotina da sua equipe. E, além de conseguir fazer uma gestão mais eficiente da sua empresa, seus colaboradores terão mais tempo livre para se dedicarem às atividades que realmente importam.

Melhorar a gestão e aumentar a produtividade. Essa é a receita perfeita para o sucesso, não acha?

A Alkasoft investe em uma solução que facilita a gestão de escritórios de advocacia ou departamentos jurídicos: o Lawyer! Com ele, você gerencia as principais atividades da sua empresa, otimizando e organizando os processos internos.

Ficou interessado? Solicite uma demonstração e, em seguida, diga-nos o que achou!

 

Um escritório de advocacia possui muitas rotinas. Além das atividades tipicamente jurídicas, como audiências e peças, há também as tarefas mais administrativas. Atender clientes, pagar contas, controlar prazos… Às vezes é complicado manter tudo sob controle.

Para isso, surgiram os softwares jurídicos especializados na gestão desse segmento. Eles são capazes de monitorar processos, facilitando o controle tanto da sua equipe quanto das tarefas diárias. Com eles, fica muito mais fácil controlar os prazos, lembrar-se de reuniões importantes ou mesmo daquelas atividades administrativas que sempre ficam para depois. O Lawyer é um desses softwares. Conheça a seguir mais sobre os serviços que ele oferece e como pode beneficiar as rotinas do seu escritório ou departamento jurídico.

O que é o software jurídico Lawyer?

É uma solução completa que permite o gerenciamento das principais rotinas da área jurídica. Ele integra os cadastros de clientes, os processos, os compromissos e as informações disponíveis no sistema, tornando-as acessíveis aos usuários e eliminando a necessidade de armazenamento de arquivos avulsos para o controle e a gestão do escritório.

Existem duas versões: o Lawyer Desktop, em que o sistema é instalado localmente em máquinas e servidores do próprio escritório, e o Lawyer Web. Nesta última, você tem mobilidade. O software é hospedado em nuvem, em servidores que ficam sob a responsabilidade da Alkasoft.

No caso do Lawyer Web, o acesso pode ser feito a partir de qualquer computador conectado à internet, por meio de um link exclusivo e criptografado, garantindo mais segurança para os usuários e para as operações realizadas no sistema.

Além disso, é possível também integrar funcionalidades opcionais no Lawyer Web, como:

  • Lawyer Capture: captura automática das movimentações por meio do número processual;
  • Lawyer Diários: clipping automático de publicações de diários oficiais;
  • Lawyer Virtual: portal de acesso para o cliente, integrável ao site do escritório.

O Lawyer é dividido em cinco módulos, que ajudam a otimizar e a organizar os processos internos do seu escritório ou departamento jurídico. Conheça adiante.

Como o Lawyer pode ajudar as rotinas do seu escritório?

Módulo Pessoas

É possível gerenciar toda a carteira de clientes. Da prestação de contas e recebimento de honorários à consulta de processos e audiências. Também é ideal para gerenciar a banca de advogados e cadastrar partes contrárias.

Módulo Processos

Neste módulo, o advogado gerencia as pastas de processos, os recursos, os incidentes e os apensos. É possível consultar detalhes de cada ação, como a situação atual e os andamentos processuais.

Além disso, o profissional tem acesso a estatísticas de processos com base em indicadores cadastrados no sistema.

Módulo Agenda

Aqui, encontram-se as funcionalidades referentes ao registro e ao acompanhamento de atividades: agendamento de tarefas simples, controle de prazos, controle de horas trabalhadas para cada cliente e também os compromissos vinculados aos processos.

Todo esse controle, é claro, auxilia na delegação de tarefas e no acompanhamento da produtividade da equipe.

Módulo Financeiro

Neste módulo, é possível ter uma visão global do plano de contas, gerenciando despesas fixas operacionais, honorários, depósitos, garantias judiciais, provisionamento e contingenciamento de recursos.

É também onde será possível acessar diferentes estatísticas relacionadas à gestão financeira.

Módulo Relatórios

Aqui você gera relatórios personalizados para atender às suas diferentes necessidades.

É fácil ver que, com o uso do software Lawyer, administrar um escritório de advocacia torna-se uma tarefa muito menos complicada, não é mesmo? Então, se você está em busca da solução definitiva para o seu negócio, o Lawyer é a resposta. Conheça mais sobre a ferramenta e converse com a nossa equipe para tirar as suas dúvidas!

 

Workflow é um processo que tem a finalidade de minimizar riscos e ineficiências. Como todas as atividades são identificadas e mapeadas, elas podem ser mais bem planejadas para que os advogados tenham uma melhor experiência dentro dos escritórios.

Quando se imagina a rotina de um advogado, logo se pensa em audiências, petições, acordos e outros atos jurídicos. E, de certa forma, está correto. Mas essas não são as únicas atividades desses profissionais.

Existem também diversas tarefas administrativas. E, para manter tudo sob controle, é muito importante mapear processos em um escritório de advocacia, até porque a advocacia é uma atividade que tem um método e uma sequência ordenada de atos. Antes de participar de uma audiência, por exemplo, conhecem-se os autos, preparam-se as perguntas, obtêm-se as informações relevantes vindas do cliente. Ou seja, tudo é um procedimento.

Além disso, muitas obrigações administrativas também requerem atenção: receber clientes, atender telefonemas, organizar processos em planilhas, entre outras atividades.

Por isso, a organização e a transparência dos processos são fatores essenciais para uma gestão eficiente e de qualidade. A forma mais simples de conseguir esse objetivo é documentar os processos de trabalho. Assim, fica determinado o papel de cada colaborador e suas atribuições, com alcance e controle definidos. Esse procedimento é conhecido como workflow.

O que é workflow?

Um workflow deve abranger todas as áreas do escritório, melhorando a comunicação e padronizando todos os procedimentos. Além disso, ele também estabelece medidas de controle e de monitoramento de qualidade.

Se bem definido, o workflow permite que cada atividade possa ser rastreada e documentada, para que se saiba exatamente quais procedimentos estão parados e em que momento as decisões foram equivocadas.

Outro benefício do workflow é a padronização de procedimentos. A partir do momento em que todos sabem o que fazer e como fazer, há uma maior precisão e mais rapidez nas tarefas executadas.

A importância do mapeamento de processos

O mapeamento de processos é uma ferramenta que potencializa os procedimentos existentes dentro de um escritório. No entanto, para isso, é preciso ter um conhecimento profundo a respeito de todas as atividades que são feitas dentro da sua empresa.

É preciso também conhecer os pontos fracos e os fortes. Por exemplo, um escritório pode nunca ter pedido um prazo, mas ocorre de não responder de forma ágil uma solicitação simples de um cliente. Nesse caso, é possível perceber por que, apesar de fazer um bom trabalho jurídico, os clientes não estão satisfeitos com o serviço.

Como mapear processos?

Há uma série de medidas que um gestor pode colocar em prática para mapear os processos de sua equipe. Confira algumas delas:

  • Elaborar questionários;
  • Promover entrevistas e reuniões;
  • Fazer um observatório;
  • Estudar o sistema de gestão de processos para entender como é alimentado;
  • Buscar feedback do cliente.

Todas essas ações visam a detalhar o máximo possível todos os processos que envolvem o escritório de advocacia. Afinal de contas, a expertise em Direito não é a única qualidade que os clientes buscam em um advogado. Além de um serviço completo, é preciso também oferecer um atendimento de excelência e ter todas essas rotinas organizadas.

Muitas vezes, os compromissos e a rotina atribulada não permitem que donos de escritórios de advocacia dediquem-se a reformular esses procedimentos. Para isso, uma boa solução pode ser um software jurídico, especializado para a gestão desse setor. Ele permitirá que você se concentre nas atividades em que tem mais domínio, enquanto mantém a gerência da sua empresa sob controle.

E você, conhece outra forma de mapear os processos de um escritório de advocacia? Compartilhe conosco!

São muitas as demandas que um escritório de advocacia precisa atender diariamente, não é? E, nesses momentos atribulados, os gestores sentem dificuldades para organizar e colocar na ponta do lápis todas as despesas e receitas da empresa. Por causa disso, muitos advogados buscam uma ferramenta que melhore o controle financeiro do seu negócio. E o Lawyer Software é uma boa opção para esse fim.

Software jurídico especializado em gestão, o Lawyer Software permite o gerenciamento das principais rotinas de um escritório. São cinco módulos: pessoas, processos, agenda, relatórios e, claro, financeiro.

Com ele, de forma simples e prática, você faz o controle total orçamentário do seu negócio. A partir de um layout intuitivo e em um sistema descomplicado, é possível manter as contas do escritório em dia sem que isso se torne uma tarefa complicada e desgastante.

Como fazer o controle financeiro com o Lawyer Software?

 

Visão geral do plano de contas

Muitas vezes, quando você senta para analisar as finanças do seu negócio, logo desiste devido às complicadas e desorganizadas tabelas e planilhas? Isso é mais comum do que imagina!

As infindáveis relações de receitas, despesas com equipe, custos estruturais, entre outros fatores, fazem com que grande parte dos gestores adie ao máximo fazer o controle financeiro da empresa.

No entanto, com o Lawyer Software, você não terá mais esse problema. Ele permite que você tenha uma visão sistêmica de todas as entradas e saídas do seu escritório. Tudo isso de forma organizada e resumida. É possível acompanhar:

  • Valor total de receitas e despesas;
  • Data de inclusão das custas ou dos honorários;
  • Status das custas ou dos honorários;
  • Especificação individual de cada custa e de cada honorário, associado o valor à pessoa correspondente.

Despesas fixas operacionais

Muitas vezes, dependendo do seu nível de organização, você pode nem saber ao certo quando custa para manter o seu negócio em funcionamento, não é mesmo?

Isso ocorre porque é realmente desafiador conhecer todas as despesas fixas que envolvem a operação do seu escritório. Por isso, com o Lawyer Software, você cadastra facilmente todos os custos fixos, como aluguel, água, luz, internet, materiais de trabalho, entre outros.

Muito mais simples que guardar todas essas responsabilidades em documentos separados, não é?

Inclusão de custas e de honorários

Você pode incluir honorários e custas, vinculá-los às pessoas correspondentes no seu sistema e especificar a modalidade, a data de previsão e o valor. Também é possível acompanhar determinadas dívidas de maneira automatizada.

Para um maior controle de gastos, em custas você pode especificar a que se referem: despesas de viagens, certidões, cartório, entre outros. Dessa forma, o cliente consegue analisar mais facilmente as ações referentes à defesa do processo dele e o advogado sabe exatamente no que seus recursos estão sendo gastos.

Fluxo de caixa

Nessa seção, o Lawyer Software exibe um relatório de desempenho das finanças do seu escritório em um período escolhido por você. Também se pode determinar um Saldo Inicial, para que, com o passar do tempo, os gastos não fujam do seu orçamento.

Estatísticas

Essa função não fica exatamente no módulo financeiro, mas é de extrema importância para o controle orçamentário. No módulo Relatórios, você pode emitir relatórios, dados de faturamento – especificando os valores por clientes – e o extrato de lançamentos, com o resumo de receitas e despesas.

Afinal de contas, esses documentos de estatística são indispensáveis para análises periódicas da saúde financeira da sua empresa, não é mesmo?

Ficou interessado em melhorar o controle financeiro do seu escritório de advocacia? Entre em contato com a Alkasoft e adquira o Software Jurídico Lawyer! Você vai ver que com ele a organização da rotina orçamentária fica muito mais fácil.

A automação dos processos de um escritório de advocacia por meio de um software jurídico é uma realidade no Brasil. Muitos advogados estão enxergando na tecnologia uma solução para otimizar o funcionamento de suas empresas jurídicas.

A ferramenta tem o objetivo de aumentar a produtividade, reduzir custos operacionais, aumentar o desempenho dos advogados e gerar lucro e vantagem para o escritório no mercado. Mas como isso muda a rotina no seu escritório, no dia a dia?

O software jurídico permite que você acompanhe os processos judiciais, podendo ser consultados e editados. Além disso, automatiza o recebimento dos seus andamentos processuais, isso gera relatórios personalizados para que os resultados possam ser analisados com mais cuidado.

Em uma plataforma digital, você gerencia todas as suas atividades no escritório. Com essa tecnologia, pode organizar tarefas, criar um canal direto com os funcionários, gerir um fluxo de trabalho e organizar a rotina do escritório. É perfeito para a sua empresa!

A plataforma também gerencia a agenda de todos os profissionais do escritório, facilitando o controle do gestor. Outra facilidade para o dia a dia do advogado é a automatização de algumas atividades para a cobrança de honorários, emissão de relatórios, time sheets e manutenção do fluxo de caixa.

A automatização facilita todos os procedimentos de um escritório, possibilitando o planejamento, a execução e o monitoramento de todas as atividades de forma mais rápida e com qualidade.

O cliente também ganha com a automatização do escritório. Você pode armazenar no software o histórico de cada atendimento, além da facilidade de permitir que o próprio cliente acompanhe as movimentações do caso e do processo dele.

A rotina do escritório mudou com a possibilidade de armazenar os documentos e processos na plataforma. É uma nova era da advocacia, agora sem papel e sem enormes arquivos. A internet trouxe uma grande mudança, dando ao advogado a opção de publicar e consultar materiais online.

Na era do software jurídico, o profissional também ganhou mobilidade. O trabalho do advogado pode ser feito por meio do seu smartphone ou tablet, onde ele estiver. Hoje existe essa possibilidade por causa do computador na nuvem (cloud computing), que facilitou muito o acesso à informação. Com o software jurídico na nuvem, o escritório ganha em praticidade e segurança e está sempre em atualização.

Alkasoft tem a solução

A Alkasoft, empresa de tecnologia em software, apresenta o seu software jurídico Lawyer, uma solução completa para gestão de escritórios de advocacia e departamentos jurídicos.

Com clientes de diversos portes e segmentos, o software permite o gerenciamento da carteira de clientes e processos, financeiro, de contratos e da agenda de prazos. Tudo para facilitar o funcionamento do seu escritório de advocacia.

Gostou da nossa ferramenta? Então entre em contato pelo telefone (48) 3025-3500 e saiba mais sobre as nossas soluções. Em nosso site, você também pode solicitar uma demonstração do nosso software jurídico de forma gratuita. Não perca mais tempo! Deixe a Alkasoft surpreender você.