fbpx

Posts

A tecnologia trouxe muitos benefícios para todos os segmentos da economia, inclusive para a advocacia. Uma das tecnologias e tendências que estão fazendo a advocacia ser aprimorada é a inteligência artificial. Mas você sabe o que ela realmente pode fazer por um escritório de advocacia?

Vale lembrar que a inteligência artificial é a ciência de desenvolver máquinas inteligentes, especialmente softwares inteligentes que auxiliam nas tarefas e no trabalho do dia a dia. Assim, a inteligência artificial funciona a partir de uma série de logaritmos matemáticos, os quais permitem que máquinas desenvolvam raciocínios aproximados aos de um ser humano para desempenhar várias atividades. Neste post, vamos apresentar alguns benefícios que essa tecnologia poderá trazer para o futuro da advocacia.

As diferenças entre software jurídico e inteligência artificial

Importante começarmos a falar sobre a relação entre a advocacia e a inteligência artificial comentando que existe uma grande diferença entre inteligência artificial e automação. Hoje, por exemplo, os principais escritórios do Brasil utilizam automação de processos. Isso é possível através de um software jurídico, como o Lawyer, da Alkasoft, que sistematiza a informação e facilita e agiliza diversos processos do dia a dia do advogado.

Com funcionalidades que visam tornar a gestão do seu escritório mais eficiente, os softwares jurídicos se mostram como elementos essenciais para o bom funcionamento da atividade advocatícia nos dias atuais. Todavia, apesar de todas as suas vantagens, a inovação do software jurídico não se enquadra no conceito de inteligência artificial porque não existe um raciocínio da máquina, apenas um processamento inteligente de processos e informações.

O software jurídico é programado para servir ao advogado e auxiliá-lo em suas atividades, resolvendo essas tarefas em menos tempo. O que o software especializado para o meio jurídico não faz é o trabalho do advogado, mas esse é o objetivo da inteligência artificial aplicada na advocacia. Nesse caso, a atuação humana acaba sendo dispensável por causa do processamento da inteligência artificial.

A aplicação da inteligência artificial na advocacia

A exemplo dos softwares especializados, o uso da inteligência artificial no meio jurídico também tem o propósito de ajudar na rotina dos advogados. No entanto, para um programa com inteligência artificial aplicada ser eficiente, ele precisa adquirir conhecimento – assim como uma criança precisa ser alfabetizada. Esse procedimento de “aprendizado” das máquinas se chama machine learning.

Nesse cenário, em que a inteligência artificial apresenta potencial de substituir parte do trabalho dos advogados, é normal que muitas pessoas temam esse processo. O medo de ser substituído por uma máquina é real entre muitos profissionais dessa área, que encaram com uma certa resistência essas novidades, mas vale lembrar que isso foi o mesmo que aconteceu quando os softwares jurídicos foram implantados nos escritórios.

Com o tempo e a utilização dos softwares jurídicos, os advogados perceberam que essa tecnologia não faria com que eles se tornassem menos competentes, sendo apenas uma ferramenta criada para ajudar a deixar a rotina do advogado mais prática e ágil. Com um software jurídico, o advogado perde menos tempo com atividades operacionais.

Relembrando como foi a adaptação do meio jurídico para os softwares especializados, o que nós queremos dizer é que mesmo as promessas da inteligência artificial não vão fazer com que a tecnologia tenha a mesma capacidade de pensar, interpretar e criar como um ser humano.

O potencial criativo e de análise dos advogados continuará sendo fundamental para o meio jurídico. Da mesma maneira que os softwares jurídicos, a inteligência artificial virá apenas para somar e servir como ferramenta de apoio para a sua rotina como advogado.

Assim como o software jurídico não tomou o lugar de um especialista em um escritório de advocacia, a inteligência artificial também não substituirá nenhum advogado. O mais recomendado para quem deseja tirar o melhor proveito das novas tecnologias conforme elas avançam é manter-se atualizado e adaptar-se às novas ferramentas, buscando automatizar o seu dia a dia no que for possível e ganhar em gestão de tempo e eficiência com isso.

Algumas experiências da inteligência artificial aplicada ao Direito

A IBM criou um sistema de computador chamado Watson, uma plataforma de serviços cognitivos que procura emular os processos que a mente humana utiliza para adquirir conhecimento a partir das informações recebidas.

Em um escritório de advocacia nos Estados Unidos está sendo utilizado um programa de computador similar, chamado ROSS, também da IBM. Esse sistema é capaz de processar, em apenas um segundo, 500 gigabytes – o equivalente a um milhão de livros.

Essa experiência, feita em um escritório de advocacia visando testar a potencialidade da inteligência artificial no meio jurídico, começou em 2017 e a empresa que serve como “laboratório” continua com seus advogados fazendo o que o sistema não faz.

Gostou do nosso post? Então indique a leitura para um amigo, não deixe de ler outros conteúdos para o meio jurídico em nosso blog e acesse a nossa página com materiais gratuitos relacionados a essa área. Tecnologia em software é na Alkasoft!

 

Os softwares jurídicos estão se tornando cada vez mais presentes na rotina dos profissionais de Direito. Essa procura busca dinamizar e automatizar atividades rotineiras de bancas e departamentos jurídicos, além de auxiliar na gestão das ações judiciais. Assim, essa tecnologia é uma grande aliada na hora de controlar as ações judiciais do seu escritório.

Trabalhando na área jurídica de um país que aparece em 30º lugar como o judiciário mais lento entre 133 países, segundo o Banco Mundial, torna-se cada vez mais inaceitável protelar e/ou perder as sentenças por falta de organização e agilidade. Esses problemas são resolvidos com a implantação de um software jurídico e, pensando em facilitar a rotina e a funcionalidade do software jurídico Lawyer, a Alkasoft valoriza a opinião dos seus clientes e cria versões cada vez mais práticas e completas. Saiba mais sobre como o software jurídico Lawyer pode ajudar com a gestão das suas ações judiciais.

Como um software jurídico fornece um plano geral das suas ações judiciais

Através do software jurídico Lawyer você pode acompanhar, de forma facilitada, todas as etapas das suas ações judiciais. Além de conferir os prazos de cada um dos seus processos, você também pode distribuir tarefas sobre cada ação aos advogados envolvidos nos casos.

Utilizando o Lawyer Web, você pode conferir todas as suas informações em qualquer dispositivo eletrônico com acesso à internet. Isso é possível com o software jurídico da Alkasoft porque todos os seus dados estarão disponíveis na nuvem e poderão ser acessados com a utilização de uma senha de acesso.

Confira, neste texto – que contou com uma conversa com o Gerente Executivo da Alkasoft, Fernando Maurilio Bento –, cada etapa da sua ação judicial que poderá ser programada, acompanhada e resolvida com o software Lawyer:

1. Prognóstico

Com a função Prognóstico, disponível no software jurídico Lawyer, é possível gerar relatórios utilizando as ações judiciais passadas do seu escritório. Com isso, segundo Bento, os advogados conseguem ter acesso a cada ação perdida e avaliar os erros que foram cometidos.

Essa função possibilita uma reflexão sobre o padrão de trabalho dos advogados e garante a oportunidade de comparar os acertos e as falhas, gerando para o seu escritório uma eficiência e uma competitividade maior.

Com esses dados, o software jurídico gera informações que possibilitam elencar quais ações judiciais têm mais chances de ganho, o que pode resultar em uma melhor gestão do tempo dos advogados do seu escritório. Afinal, com os dados disponibilizados através dos relatórios do Lawyer, os seus advogados podem focar os seus esforços em ações mais complexas e otimizar o seu tempo.

2. Previsão de receita

Quando o gestor do escritório de advocacia ou do departamento jurídico consegue ter uma noção de quais ações judiciais terão resultado positivo, ele consegue também prever os ganhos que a organização poderá ter com cada uma de suas ações judiciais. O setor financeiro pode, assim, ser controlado e ter metas traçadas a partir dessas projeções.

3. Etapas planejadas

Todas essas possibilidades do software jurídico Lawyer não teriam sentido se o seu escritório perdesse algum prazo das suas ações judiciais. Pensando nisso, a Alkasoft desenvolveu o módulo Agenda.

Com essa funcionalidade, você consegue ter o controle de todos os prazos, datas e pessoas envolvidas em cada etapa de cada uma das suas ações judiciais. Quando uma audiência está agendada, o software encaminha e-mails de alerta para todos os profissionais e clientes envolvidos para que nenhum prazo seja perdido.

A partir da automatização dos prazos e das informações das ações judiciais, os compromissos de cada ação são determinados pelas atualizações do processo. Essas atualizações também ficam disponíveis no software e vão, aos poucos, formando um relatório. Ao final do processo, esse relatório continuará disponível para acesso e consulta.

Utilizando esse conjunto de funcionalidades do software jurídico Lawyer, o seu escritório ou departamento jurídico conseguirá controlar cada detalhe das suas ações judiciais, ganhando tempo e agilidade e conquistando a confiança dos seus clientes.

Gostou deste conteúdo? Então veja outros textos de interesse do meio jurídico no nosso blog, confira materiais gratuitos disponíveis em nosso site e aproveite para acessar uma demonstração gratuita do nosso sistema.

 

Uma marca registrada traz para uma empresa ou organização a segurança e algumas garantias básicas sobre o uso exclusivo da marca que ela criou para si. Entre outras possibilidades, uma marca registrada permite o licenciamento remunerado, isenção de risco sobre suspensão de uso, garantia de indenização em caso de uso indevido por terceiros e valorização da marca no capital social da empresa.

Todavia, o volume de etapas pelos quais uma empresa deve passar e a quantidade de informações que ela deve prestar até conseguir ter a sua marca registrada pode fazer com que essa organização perca procedimentos, andamento de processos e prazos de pagamento. Todos esses desafios para o registro de apenas uma marca são multiplicados em um escritório de advocacia especializado neste tema. Mas a boa notícia é que a tecnologia pode ajudar – e muito – na obtenção de uma marca registrada. Descubra como, a seguir.

Desafio para o Brasil: mais de 116 mil pedidos de marca registrada

Os pedidos de depósito de propriedade industrial envolvendo marcas aumentaram 14,9% de janeiro a julho de 2018 em relação ao mesmo período do ano anterior, enquanto os registros de marca aumentaram 74,8% na mesma base de comparação.

O Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI) relata, no Boletim Mensal de Propriedade Industrial de agosto de 2018, que apenas no mês de julho de 2018 foram registradas 17.535 marcas no Brasil. De forma acumulada, entre janeiro e julho de 2018, os números de pedidos envolvendo marca registrada no País ultrapassaram os 116 mil. Assim, em meio a um volume de dados tão grande e que cresce a cada ano, uma tarefa que poderia ser simples, como a busca por uma marca, torna-se um desafio dentro do sistema do INPI.

Além de um grande volume de pedidos e de processos em andamento, os escritórios especializados no registro de marcas devem lidar com a longa espera que um processo desses exige para ser concluído. O tempo para se obter uma marca registrada no Brasil pode chegar a quatro anos, segundo o próprio INPI.

Um outro dado que chama a atenção é que praticamente 99% dos pedidos de marca registrada são feitos pela internet. Enquanto pedidos de registro de marca de produtos chegaram aos 7,5 mil em julho de 2018, as demandas para marca registrada foram de mais de 10 mil.

Outros dados relevantes desse mercado: as micro e pequenas empresas e os MEIs (microempreendedores individuais) respondem por 48% do total de pedidos de marca registrada no Brasil, enquanto as pessoas físicas representam 23% desses processos e as empresas de médio e grande porte têm uma representatividade de 25%.

Esses dados, especialmente os que envolvem o volume de pedidos novos e em andamento, demonstram uma tendência crescente e difundida sobre a proteção de marcas como patrimônio intangível das empresas/organizações.

Como o mercado de marca registrada só cresce e as empresas especializadas nesses processos necessitam de cada vez mais controle das informações dos processos e agilidade no atendimento aos clientes, companhias como a Alkasoft criaram softwares que servem como aliados para o monitoramento de diversas etapas que envolvem o registro de marcas.

Como um software especializado ajuda na obtenção de uma marca registrada

As etapas para se ter uma marca registrada compreendem, basicamente, os seguintes passos: pesquisar pela marca e por colidências; pagar pelo registro da marca; fazer o pedido desse registro e, por fim, monitorar o andamento do processo.

A primeira e a última ação embasam todo o planejamento e a proteção a que uma empresa precisa recorrer para não ter problemas ou insegurança em relação à sua marca registrada. É justamente nas etapas da pesquisa e do monitoramento de uma marca que a tecnologia pode atuar como uma grande aliada desse processo para a obtenção de uma marca registrada.

Confira como a tecnologia pode ajudar nessas duas partes do processo de registro de marcas:

1. Na etapa da pesquisa

O primeiro passo para a obtenção de uma marca registrada no INPI deve envolver uma consulta ao Manual de Marcas do instituto. Conferir a legislação e conhecer os tipos de marca ajudam o requerente a se situar sobre qual caminho ele deverá seguir.

Antes de encaminhar qualquer solicitação, é mais do que recomendável realizar a busca para saber se a marca desejada já não está protegida. A iniciativa não é obrigatória, mas poupa tempo, expectativas e recursos. O sistema do INPI disponibiliza buscas por palavra-chave, número do processo e nome do depositante.

O que ocorre, no entanto, é que o trabalho não se encerra nessa busca inicial. Com pedidos de registro entrando diariamente, é preciso checar se não estão surgindo concorrentes para o uso da sua marca, o que pode provocar colidências.

A forma oficial de comunicação do INPI com quem faz o pedido de registro de marca é a publicação semanal da Revista da Propriedade Industrial (RPI). Todo solicitante precisa acompanhar cada atualização feita pelo INPI para garantir fluidez em seu processo de registro de marca e eliminar administrativamente as barreiras junto ao instituto.

No caso da pesquisa de marcas, soluções tecnológicas monitoram e notificam o solicitante a respeito de marcas colidentes, sejam essas marcas iguais ou apenas semelhantes, por meio de serviços de monitoramento da RPI, entre outras fontes de informações do INPI. Visualizar colidências em relatórios completos e confiáveis permite à empresa se antecipar aos problemas e tomar as atitudes necessárias para obter a sua marca registrada.

Outra forma de pesquisa viabilizada por tecnologias como softwares especializados na obtenção de marca registrada é a busca de palavras-chave. O foco dessa forma de busca, por sua vez, é o monitoramento inteligente a fim de descobrir semelhanças entre as marcas de um mesmo titular ou monitorar alguma ideia de marca e avaliar o seu potencial de registro.

2. Na etapa do monitoramento

Dentro dessa teia complexa que é o sistema do INPI, a desatenção sobre um processo de registro de marca pode custar o arquivamento do pedido de registro e, por consequência, prejudicar a identidade da empresa.

O monitoramento de processos em andamento é outra funcionalidade que a tecnologia fornece para uma empresa que trabalha com o registro de marcas. Esse monitoramento é feito automaticamente a partir de despachos publicados na RPI. Nesse caso, os sistemas rastreiam e notificam o interessado por mensagem eletrônica a cada nova publicação que envolva o pedido para obtenção de uma marca registrada.

Se você tem interesse em conhecer o que uma solução tecnológica completa fornece para o monitoramento e a proteção de marcas, saiba como um software com essas características pode facilitar o seu dia a dia.

 

Assim como acontece em qualquer dinâmica corporativa, em um negócio jurídico é fundamental que os sócios e diretores busquem eficiência na gestão. Em um mercado altamente competitivo, a qualificação e o profundo conhecimento jurídicos precisam vir acompanhados do levantamento e da consolidação de informações gerenciais, como as que envolvem os honorários advocatícios. Essas informações serão importantes como apoio para a tomada de decisão por parte de gestores e diretores.

Nessa busca por eficiência, planejamento e controle são algumas das maiores preocupações para a condução de um escritório cuja atuação esteja pautada por produtividade, eficiência e rentabilidade. Especialistas como Alcionei Miranda Feliciano, CEO do Grupo Miranda, que agrega o Miranda Feliciano Sociedade de Advogados, alertam que essa visão macro do negócio jurídico é o que possibilita ao escritório seguir um caminho de aperfeiçoamento contínuo. Afinal, só o que está quantificado pode ser analisado – e os números são instrumentos que permitem agir na busca de mais qualidade e resultados efetivos.

A importância de ter um planejamento financeiro bem estruturado

Um pilar administrativo do qual você não pode abrir mão é o estabelecimento de uma efetiva gestão financeira para o seu escritório, defende Alcionei. A base para conseguir isso é estabelecer um plano de contas bem estruturado. Esse plano deve permitir o acompanhamento de todos os procedimentos da rotina financeira do seu escritório, garantindo um fluxo de caixa saudável para o seu negócio.

Além de separar receitas e despesas, esse planejamento deve estabelecer categorias, criando centros de ganhos e custos que gerem um legítimo panorama financeiro. Essa organização, por sua vez, irá facilitar análises e ações mais rápidas.

Quando tratamos desse trabalho de estruturação financeira, a gestão dos honorários advocatícios é um item primordial para mensurar rentabilidade e resultados. Sem o controle trazido pelo gerenciamento adequado dos honorários advocatícios, a saúde financeira e o próprio processo de operação do seu escritório estarão comprometidos.

Veja como fazer o gerenciamento adequado dos seus honorários advocatícios

Seguindo alguns nortes fundamentais, é possível acertar a mão nesse trabalho de planejamento e monitoramento dos honorários advocatícios do seu escritório. Confira algumas estratégias para melhorar os seus resultados:

1. Valorize a atividade jurídica na negociação

Falando sobre o processo de gestão de honorários advocatícios, o jurista Alcionei Miranda Feliciano destaca que o primeiro passo é não desvalorizar a atuação jurídica. Para o especialista, esse é um ponto fundamental a ter em vista na negociação de contratos.

Dimensione corretamente qual valor cobre os custos e as atividades envolvidas no contrato em negociação ou em fase de fechamento, além de agregar a necessária rentabilidade. É preciso não apenas conquistar o cliente, mas também garantir resultados para o seu escritório.

2. Siga o acordado com clareza e transparência

Toda a equipe envolvida na atividade jurídica dos clientes deve estar ciente e ter a preocupação de seguir, corretamente, todas as cláusulas acordadas em contrato. Além disso, cada item deve ser monitorado através de instrumentos de acompanhamento que permitam registrar o cumprimento do escopo, bem como os resultados atingidos.

3. Tenha gastos, investimentos e reembolsos mapeados

Como parte da transparência que acabamos de citar – e para evitar possíveis prejuízos ou desentendimentos com o cliente –, é fundamental manter um controle rígido de todas as despesas relacionadas ao serviço prestado.

Dados sobre taxas e custas processuais, deslocamentos e possíveis reembolsos previstos em contrato devem estar documentados de forma a serem facilmente apresentáveis e compreendidos.

4. Veja metas e relatórios como instrumentos norteadores e de fidelização

Outro excelente conselho trazido por Alcionei é o estabelecimento de metas mensais, que devem ser acompanhadas de bons relatórios de resultados. Isso foca a atuação da equipe do escritório e dimensiona a efetividade do trabalho.

As metas e os relatórios devem ser vistos também como ótimas formas de ampliar serviços e justificar correções de valores em possíveis renovações de contratos com os seus clientes.

5. Tenha a tecnologia como aliada

A adoção de softwares especializados na gestão de escritórios de advocacia e departamentos jurídicos é outra importante medida, na visão do CEO do Grupo Miranda. Alcionei destaca que essas ferramentas facilitam o controle e padronizam procedimentos internos, aperfeiçoando a qualidade e a lucratividade do escritório de advocacia.

O Miranda Feliciano Sociedade de Advogados adota, há 12 anos, o Software Jurídico Lawyer, da Alkasoft. Nesse período de uso do Lawyer, Feliciano e as suas equipes perceberam que o uso do software jurídico propicia uma gestão muito mais eficiente ao escritório, colaborando com o crescimento da empresa.

No que tange especificamente à gestão dos honorários advocatícios, os principais benefícios do Software Jurídico Lawyer para a atuação do Miranda Feliciano Sociedade de Advogados são o controle eficiente dos gastos reembolsáveis, dos honorários fixos, do ad exito e de partido. Vantagens reforçadas – como ressalta Alcionei – pela perspectiva de criação de planos de contas e de centros de custos.

O seu escritório de advocacia está precisando trazer essa qualidade ao gerenciamento dos seus honorários advocatícios? Então conheça melhor o Software Jurídico Lawyer, da Alkasoft, e todos os seus recursos! Traga mais qualidade, competitividade e resultados para o seu negócio jurídico e aproveite essa oportunidade para solicitar uma demonstração gratuita do nosso produto.

 

A gestão de escritório de advocacia é facilitada pela tecnologia na medida em que esse uso possibilita o gerenciamento eficaz das atividades dos advogados, trazendo praticidade, agilidade e organização para o dia a dia desses profissionais.

Na área jurídica, a tecnologia agrega valor de forma considerável para todo o processo jurídico. A produtividade de um escritório de advocacia aumenta, assim como a qualidade do serviço prestado. Mas você sabe como a utilização de um software jurídico pode auxiliar na gestão de escritório de advocacia? Pois é sobre esse assunto que vamos tratar neste texto.

Como a tecnologia melhora a gestão de escritório de advocacia

Os benefícios da tecnologia para a gestão de escritório de advocacia começam a ser sentidos conforme a tecnologia é implementada. Os escritórios que aderem a um software especializado reduzem os processos em papel e conseguem obter um rendimento melhor do trabalho de cada advogado.

A diminuição do arquivo físico favorece não apenas a economia dos materiais de escritório mas também ajuda a otimizar o espaço utilizado por suas equipes. Assim, o escritório de advocacia poderá crescer sem precisar encontrar um espaço maior ou até mesmo reduzir os custos com aluguel ao ocupar um local mais adequado após a nova reestruturação do espaço físico.

Além de todos esses benefícios, o uso da tecnologia pelos advogados tornou-se necessário depois que, em fevereiro de 2016, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) passou a receber processos somente no modelo digital.

Assim, com a automatização de algumas de suas atividades, os advogados passaram a dedicar mais tempo para a produção de peças processuais e para prestar um atendimento personalizado aos seus clientes.

Um software de gestão de escritório de advocacia favorece os advogados na gestão do tempo, facilitando a elaboração de relatórios e a organização e sincronização das suas agendas. A inserção de um software jurídico melhora diversas atividades internas de um escritório, resultando em melhor produtividade, rentabilidade e organização. Assim, os escritórios que utilizam recursos tecnológicos agregam valor ao serviço prestado.

Dicas para agilizar e melhorar a gestão de escritório de advocacia

Um software especializado na gestão de escritório de advocacia pode trazer benefícios diversificados para o cotidiano das suas equipes. Confira, abaixo, algumas dicas que poderão ajudar você e o advogados do seu escritório a utilizarem da melhor forma possível as potencialidades de um software jurídico:

1. Agendas sincronizadas

Para um escritório de advocacia funcionar de maneira satisfatória, é fundamental a organização da agenda de cada profissional. Isso porque fazem parte dessa agenda os prazos que precisam ser seguidos e os compromissos de cada profissional.

Com um software desenvolvido para a gestão de escritório de advocacia, ficará muito mais fácil sincronizar a sua agenda com a dos outros advogados e ter as informações sobre os compromissos do escritório disponíveis em seus dispositivos móveis.

Entre outras funcionalidades, a agenda de um software especializado permite utilizar um sistema de alerta que vai impedir que você – ou alguém da sua equipe – perca algum compromisso. Também é possível compartilhar a sua agenda com um sócio ou colaborador.

2. Gerenciador de tarefas

Esse recurso de um software especializado na gestão de escritório de advocacia facilita muito o trabalho cotidiano dos advogados. O objetivo dessa funcionalidade é justamente tornar simples o gerenciamento da equipe de um escritório de advocacia.

Para isso, o programa disponibiliza listas com as tarefas de cada profissional, destacando as prioridades e o tempo necessário para a execução de cada atividade. Como tudo isso é feito de forma integrada, transparente e de fácil acesso para todos os colaboradores, a análise do desempenho dos funcionários do escritório também fica facilitada.

3. Gestão financeira mais transparente

O setor financeiro de qualquer negócio, incluindo um escritório de advocacia, é de extrema importância para o sucesso do empreendimento. A gestão correta dessa área será vital para que o seu escritório de advocacia consiga crescer.

Essa gestão financeira fica muito mais simples de ser feita com um sistema especializado na gestão de escritório de advocacia. Com um software jurídico é possível controlar os honorários dos advogados e acompanhar o desenvolvimento financeiro do escritório de uma maneira muito mais simples e visual.

Assim, ficará mais fácil identificar pontos em que o escritório poderá melhorar para maximizar os seus resultados, bem como verificar oportunidades de crescimento.

4. Reuniões por teleconferência

Um outro benefício trazido pela tecnologia é que os profissionais do meio jurídico agora podem se comunicar, em tempo real, através de aplicativos móveis. Em diversas ocasiões, você poderá substituir um encontro presencial por uma reunião feita por videoconferência – modalidade que permite, entre outras possibilidades, o compartilhamento de documentos.

Ou seja, muitas vezes você poderá utilizar a tecnologia a seu favor para evitar deslocamentos e encontros em outros ambientes, o que pode resultar em gastos adicionais, e resolver parte dos seus compromissos através de reuniões por teleconferência.

5. Integração de equipes

A tecnologia também permite a junção de processos e de equipes de forma ágil e facilitada. Com a integração proporcionada pelos softwares jurídicos, você conseguirá ligar diferentes setores através da troca constante de informações online.

Ao promover essa integração, a troca de informações entre as pessoas da sua equipe será realizada com muito mais precisão e agilidade. Além disso, o seu escritório terá a segurança de que tudo ficará registrado e documentado.

Essas informações centralizadas em uma plataforma facilitam a gestão de escritório de advocacia na medida em que os usuários podem visualizar as suas tarefas, compromissos e prazos de maneira simples e sempre atualizada. A integração de dados facilita também para o gestor visualizar como estão as finanças, o atendimento e o desempenho das pessoas que atuam no escritório – informações importantes para uma tomada de decisão mais assertiva.

6. Armazenamento digital

O armazenamento digital dos dados e informações de um escritório de advocacia é outra ferramenta muito útil para o dia a dia dos profissionais que trabalham nesse local. Isso porque a legislação exige que as informações de um escritório de advocacia estejam seguras, organizadas e protegidas. Com o apoio do meio digital, tudo isso pode ser feito de forma muito mais prática e econômica.

Um software especializado na gestão de escritório de advocacia permite que os arquivos importantes possam ser protegidos com senhas, por exemplo. Além disso, um software jurídico permite o envio urgente de documentos, bastando compartilhar o documento pelo aplicativo. Um gesto simples e rápido e que trará economia para a gestão de escritório de advocacia.

 

Atualmente, as atividades que envolvem um escritório de advocacia são cada vez maiores e o tempo, cada vez menor. Logo, para destacar-se da concorrência, o grande desafio dessas empresas é justamente encontrar maneiras de manter a qualidade do serviço prestado e, ao mesmo tempo, fazer uma gestão eficiente. E é nesse contexto que surge o software jurídico para escritórios de advocacia, para ajudar nessas demandas e garantir a produtividade do seu negócio.

Nesse sentido, o software jurídico para escritórios de advocacia Lawyer é uma solução completa que permite o gerenciamento das principais rotinas da área jurídica. Com ele, você automatiza as demandas rotineiras e que ocupam seu tempo e pode dedicar-se às tarefas que realmente agregam valor ao seu escritório. O sistema, que é dividido em cinco módulos, ajuda a otimizar e a organizar os processos internos. Confira!

Software Jurídico Lawyer: 5 módulos para a completa gestão do seu escritório

Conforme já mencionado, o software jurídico para escritórios de advocacia Lawyer é dividido em 5 módulos. Dessa forma, torna-se ainda mais intuitiva a gestão do escritório por meio da solução.

Os módulos são divididos entre as principais áreas gerenciáveis de uma empresa jurídica: pessoas, processos, agenda, financeiro e relatórios. Basta entender um pouco mais a fundo cada um deles para perceber que é possível fazer uma gestão completa e muito eficiente. Vamos lá?

Módulo Pessoas

No módulo Pessoas é possível gerenciar toda a sua carteira de clientes, desde a prestação de contas e o recebimento de honorários até consultas de processos e audiências. Além disso, você também pode gerenciar a banca de advogados e cadastrar partes contrárias.

Essa visão global de tudo que está acontecendo no seu escritório também facilita a tomada de decisões estratégicas, como aumentar a equipe devido à alta demanda de clientes.

Módulo Processos

No módulo Processos você gerencia as pastas de processos, recursos, incidentes e apensos. Também pode consultar os detalhes de cada ação – como a situação atual e os andamentos processuais – e, ainda, gerar estatísticas de processos com base em indicadores cadastrados no sistema.

Módulo Agenda

No módulo Agenda estão as funcionalidades referentes ao registro e ao acompanhamento de atividades, incluindo agendamentos de tarefas, controle de prazos, horas trabalhadas para cada cliente e compromissos vinculados a processos.

Todo esse controle de atividades permite uma delegação de tarefas mais justa e também um acompanhamento da produtividade da equipe. É ideal para identificar gargalos e corrigir processos que não estão funcionando.

Módulo Financeiro

No módulo Financeiro é possível ter uma visão geral do plano de contas, gerenciando despesas fixas operacionais, honorários, depósitos, garantias judiciais, provisionamento e contingenciamento de recursos.

Você também poderá acessar diferentes estatísticas relacionadas à gestão financeira com este módulo. Ficar perdido em boletos e planilhas no fim do mês? Com o Lawyer você não precisa mais passar por isso!

Módulo Relatórios

No módulo Relatórios você tem opções predefinidas e também tem a possibilidade de gerar relatórios personalizados para cada cliente, de acordo com suas necessidades.

Lawyer Web: mais acessibilidade e mais segurança

A versão do software jurídico para escritórios de advocacia Lawyer Web preza pela mobilidade e pela segurança das informações do seu escritório. Por isso, o software é hospedado em nuvem, em servidores que ficam sob responsabilidade da Alkasoft.

O acesso pode ser feito a partir de qualquer computador conectado à internet por meio de um link exclusivo, com criptografia de dados, o que garante mais segurança para os usuários e para as operações realizadas no sistema.

Funcionalidades opcionais integráveis ao Lawyer Web

Existem algumas funcionalidades opcionais que podem ser integradas ao software jurídico para escritórios de advocacia Lawyer Web. Confira quais são elas:

Lawyer Capture

Captura automática das movimentações processuais por meio de rastreamento do número processual.

A partir da configuração inicial, todas as movimentações encontradas no processo são automaticamente registradas no sistema, tanto no cadastro respectivo de cada cliente quanto no de cada processo. Assim, é possível notificar o advogado responsável e enviar atualizações do processo por e-mail para o cliente.

Lawyer Diários

Realiza o clipping de publicações de diários oficiais, trazendo as informações diretamente para dentro do sistema, vinculando esses dados aos respectivos processos, advogados e clientes. Também é responsável por notificar os envolvidos para que sejam tomadas as providências necessárias em relação a cada processo.

Lawyer Virtual

Portal de acesso para o cliente integrável ao site do escritório. Ou seja, por meio de login e senha exclusivos cadastrados no Lawyer, o cliente pode consultar diretamente as movimentações dos processos deles.

Se você se interessou pelo software jurídico para escritórios de advocacia Lawyer Web, solicite uma demonstração ou entre em contato conosco! Em pouco tempo, você descobrirá como a tecnologia é capaz de otimizar sua rotina e solucionar gargalos de gestão.

 

Os avanços tecnológicos têm transformado a rotina dos profissionais dos mais diversos segmentos. E, como se pode imaginar, no meio jurídico não é diferente. Atualmente, já existem soluções que permitem automatizar e executar tarefas, que antes levariam semanas, em poucas horas. É a chamada advocacia 3.0.

Todas essas tecnologias trouxeram não apenas resultados mais rápidos, como também uma redução nos custos operacionais e uma mudança completa no fluxo de trabalho. Mas como chegamos a tal evolução digital?

Pois bem, a advocacia é uma área bastante tradicional. Logo no seu início, a prática era bastante manual e, justamente por isso, demandava tempo e custava caro. Já imaginou controlar processos e redigir peças jurídicas de maneira completamente artesanal, sem ajuda de tecnologia alguma? Essa fase de centralização de demandas no advogado é conhecida como a advocacia 1.0.

Com o passar do tempo, foram introduzidas algumas facilidades no dia a dia dos advogados. Editores de textos, planilhas e modelos de peças foram algumas das ferramentas que permitiram uma maior produtividade e também deixaram a advocacia mais acessível à população. É o modelo de advocacia 2.0.

Por fim, a advocacia 3.0 propiciou a alta performance aos escritórios. Nela, há a fragmentação do trabalho jurídico e também a prospecção de clientes por meio do marketing jurídico, o qual utiliza estratégias de inbound marketing para atrair e aumentar a carteira de clientes. Foi aqui também que surgiram e popularizaram-se os softwares jurídicos, responsáveis por uma gestão mais eficiente.

Mas como atualizar processos internos e ter um escritório de advocacia 3.0? É exatamente isso que vamos ver agora. Confira!

Advocacia 3.0: como inserir seu escritório nessa realidade?

Modelo de gestão

Uma das mudanças mais impactantes na realidade dos escritórios de advocacia 3.0 é o modelo de gestão adotado. Antigamente, todas as atividades estavam sob responsabilidade do advogado. Agora não mais. As demandas são distribuídas entre a equipe e todos têm suas atribuições, de acordo com suas habilidades. Além disso, também há uma diluição da hierarquia e um aumento do colaborativismo.

Para ajudar nessa nova gestão, surgem os softwares jurídicos que auxiliam na integração desse modelo de gestão mais “descentralizado”. Com eles, algumas rotinas operacionais são automatizadas, permitindo que a equipe concentre esforços em atividades que tragam mais valor ao escritório.

Mais especialização e mais produtividade

Esse modelo de gestão reconhece talentos individuais e permite que os profissionais trabalhem nas atividades que melhor executam.

Ou seja, por mais que profissionais da mesma área possuam características em comum, nem todos realizam as mesmas demandas com a mesma qualidade. Enquanto alguns têm um perfil mais técnico e direto, outros preferem debater e criar teses. Há ainda aqueles ótimos no atendimento e que são capazes de encantar clientes e fechar qualquer negócio.

Percebeu como as habilidades podem variar? Pois na advocacia 3.0 não tem problema! Em um sistema de gestão descentralizado, cada colaborador pode atuar dentro da especialidade dele. É a ideia de que todos têm diferentes demandas em busca de um objetivo comum: o sucesso do escritório de advocacia.

Prospecção de clientes por meio do Marketing Jurídico

Outra estratégia que vai colocar de vez o seu escritório na advocacia 3.0 é o Marketing Jurídico. Por meio dele, você pode criar conteúdos relevantes, tornar-se autoridade na sua área de atuação e ainda prospectar clientes.

Muitos escritórios já estão utilizando o Marketing Jurídico para se estabelecer no mercado e destacar-se da concorrência. E adivinha? Eles estão obtendo ótimos resultados!

Agora você já sabe! Para acompanhar as principais tendências e ficar por dentro da advocacia 3.0, você precisa buscar sempre atualizar processos e também o modelo de gestão no seu escritório. Aquela administração centralizada e hierárquica está com os dias contados. E você não vai querer ficar para trás, vai?

 

Diante de um cotidiano corrido, um escritório de advocacia precisa manter suas rotinas e processos jurídicos sempre em ordem. Do contrário, a equipe de trabalho começará a perder prazos e atrasar entregas. E essas são, sem dúvida alguma, as piores imagens que uma empresa pode passar aos clientes: falta de organização e má gestão.

Por isso, um escritório de advocacia organizado, com rotinas e processos definidos, tarefas delegadas de forma clara e com documentos acessíveis a todos, é essencial para conquistar e, mais importante, manter clientes. Neste artigo vamos dar algumas dicas para organizar as rotinas e os processos jurídicos do seu escritório. Confira!

Agenda compartilhada

O primeiro passo para melhorar a organização do seu escritório de advocacia é trazendo transparência aos processos. E para isso, nada melhor do que criar uma agenda compartilhada com toda a equipe.

Opte por versões online, em que você pode editar e notificar toda a equipe em caso de mudanças ou imprevistos. Dessa maneira, todos terão acesso aos compromissos e obrigações do escritório. Caso algo não saia conforme o planejado, é possível entrar em contato com o cliente e contornar a situação.

A agenda compartilhada também evita inconvenientes, como quando um cliente liga e você não sabe em que estágio está um de seus processos jurídicos. Já foi protocolado? Teve alguma movimentação na última semana?

Você precisa responder a essas perguntas ou, do contrário, causará a impressão de que ninguém sabe o que está acontecendo na empresa.

Softwares jurídicos são ótimas soluções para esse problema. Eles permitem a visualização de agendas diárias, semanais ou até mesmo mensais. Além disso, enviam notificação de prazos, tarefas que serão executadas, audiências e outros compromissos relacionados aos seus processos jurídicos.

Estabeleça prioridades e delegue tarefas

Existem alguns momentos em que tudo parece que é prioridade, não é? E que, consequentemente, você não conseguirá entregar todas as demandas em tempo.

Pois bem, mesmo nessas circunstâncias caóticas, acredite: algumas prioridades são maiores do que as outras. E é nessas tarefas que você precisa concentrar-se.

Anote todos os compromissos e atividades que você deve concluir naquela semana e estabeleça prioridades para cada item. Dessa forma, você começa pelas demandas mais urgentes e, caso não consiga terminar tudo, as tarefas inadiáveis terão sido finalizadas e o restante ficará para o outro dia.

De nada adianta entrar em pânico por causa da quantidade de entregas que você precisa fazer. Isso só vai prejudicar a sua produtividade, está bem?

Ah, se você tiver a agenda organizada e compartilhada conforme mencionamos acima, fazer esse controle de prioridades torna-se muito mais fácil. E você ainda pode delegar tarefas quando elas realmente forem urgentes e você não conseguir dar conta.

Organize documentos e processos internos

Nada é capaz de prejudicar mais as rotinas do que uma empresa com informações desencontradas e sem processos internos bem definidos.

Digamos que você precise fazer determinada atividade. Para isso, precisa analisar documentos que foram arquivados por alguém em algum lugar que você também não faz ideia de onde. Complicado, não?

Você provavelmente vai precisar interromper o trabalho de vários profissionais para perguntar se eles sabem onde estão localizados aqueles documentos. E, após horas de procura, você até encontra tudo que precisava, mas já perdeu metade da tarde nessa função.

Por outro lado, se o seu escritório de advocacia possuísse procedimentos padronizados de arquivamento, essa atividade poderia ser concluída muito mais rapidamente. Bastaria procurar nas pastas predeterminadas e pronto!

Percebeu por que razão a organização de documentos e a definição de processos são tão importantes para a produtividade de toda a equipe? Invista nisso!

Defina responsabilidades e competências

Em qualquer empresa, é comum encontrar demandas que exigem a participação de mais de um profissional. Algo, por exemplo, que envolva assuntos administrativos e jurídicos ao mesmo tempo. Se você não possui um procedimento padrão para adotar ou sua equipe não tem responsabilidades bem estabelecidas, essas atividades podem ficar bem mais complexas. Afinal, quem é responsável pelo quê?

Diante desse cenário, procure definir competências para todos os membros da sua equipe. Assim, todos saberão quem procurar quando precisar de ajuda em alguma demanda.

Essas foram algumas dicas para tornar a gestão do seu escritório mais organizada e com processos internos mais bem definidos.

Se você está procurando soluções para otimizar a gestão do seu escritório de advocacia, entre em contato conosco ou solicite uma demonstração de nosso software jurídico! Quem sabe não somos exatamente o que você procura?

 

Após a formatura na graduação de Direito, o grande desafio dos recém-formados é passar no exame da Ordem, o qual permite que bacharéis em Direito possam exercer, de fato, a advocacia. No entanto, nesse momento é comum surgir a dúvida: passei no exame da OAB, e agora?

Isso porque, durante a graduação, aprende-se muito a respeito de leis, petições e outros assuntos jurídicos, mas pouco se fala sobre os caminhos que podem ser seguidos por quem busca exercer a advocacia. Pensando nisso, neste artigo vamos falar um pouco sobre dicas para recém-formados que desejam iniciar na carreira. Quer saber o que fazer para alcançar o sucesso profissional como advogado? Confira!

4 dicas para conquistar uma carreira de sucesso na advocacia

Se você já se formou e conseguiu passou no exame da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), muitos são os caminhos que podem ser seguidos. Você pode prestar concursos públicos, trabalhar em departamentos jurídicos de grandes empresas, trabalhar em um escritório de advocacia ou até mesmo montar o seu próprio, por que não?

Independentemente da sua escolha, ela vai exigir muita determinação para se destacar diante da concorrência e tornar-se um profissional bem-sucedido.

Para os que optam por seguir na advocacia e ter o seu próprio negócio, os desafios podem ser ainda maiores, assim como as recompensas. Afinal de contas, quem não sonha em ser reconhecido pelo seu trabalho após passar no exame da OAB?

Pois bem, não existe uma fórmula do sucesso, mas, com certeza, algumas dicas podem ajudar (bastante!) a conquistar o sucesso profissional.

1. Organização é fundamental

Advogados lidam diariamente com prazos. São estes que determinam a agenda de qualquer profissional do setor. Por isso, perder um prazo ou faltar a uma audiência é um dos principais erros que você pode cometer após passar no exame da OAB. Além de causar uma péssima impressão ao cliente, isso pode ter consequências sérias no processo.

Dessa forma, organização é uma habilidade essencial para qualquer pessoa que pretenda seguir na advocacia. E não só para garantir a entrega nos prazos estipulados, mas também para ter todas as informações em mãos, fazer uma boa gestão de tempo e conseguir administrar todos os compromissos que envolvem um escritório de advocacia.

Muitos profissionais optam pela contratação de softwares jurídicos especializados em gestão. Com essas soluções, você tem a possibilidade de automatizar demandas, fazer uma melhor gestão da sua equipe e aumentar a produtividade de toda a empresa.

2. Torne-se referência na sua área de atuação

Muitos profissionais, com a intenção de conseguir mais processos para manter o escritório no início, após passar no exame da OAB, tendem a oferecer serviços em todas as áreas de atuação. Em um primeiro momento, isso pode até trazer vantagens. Afinal, você terá uma abrangência maior para prospectar clientes.

No entanto, com o passar do tempo, é a sua reputação que será a responsável por trazer os clientes até você. E não vai querer ser conhecido como um escritório genérico que atua em todas as frentes, mas não é especialista em nenhuma, correto? Grandes escritórios adquirem fama por serem referência em determinada área.

Dessa maneira, busque fazer cursos, pós-graduações e especialize-se em uma área de atuação. Isso fará com que, pouco a pouco, você se torne referência e isso trará clientes até você.

3. Cultive um bom networking

Conhecer as pessoas certas é essencial para alcançar o sucesso profissional. São esses contatos, que poderão indicar clientes ou até mesmo se tornar clientes, que trarão lucros ao seu escritório de advocacia. Afinal, de nada adianta realizar um ótimo trabalho se você não conseguir prospectar novos processos, correto?

Por isso, mantenha uma boa rede de contatos, que seja capaz de lembrar-se de você nas horas mais importantes. Ex-clientes, colegas de profissão, ex-professores, antigos chefes, diversos contatos que você poderá desenvolver antes e após passar no exame da OAB. Todo relacionamento pode ser uma boa chance de destacar o seu escritório em meio à concorrência.

4. Fortaleça a sua marca

Por fim, utilize a tecnologia a seu favor! Atualmente, muitos escritórios já investem em estratégias de Marketing para aumentar a reputação da marca e também para conquistar novos clientes. E você não vai querer ficar para trás, vai?

Procure agências que possam criar uma presença digital da sua marca e colocar em prática ações que transformem seu escritório de advocacia em uma autoridade na sua área de atuação.

Quer saber mais dicas para ter uma carreira de sucesso na advocacia? Acompanhe nosso blog e conheça nossas soluções para tornar a gestão do seu escritório mais simples e eficiente!

 

Montar o próprio escritório de advocacia costuma ser o sonho de muitos advogados. Seja você um advogado recém-formado, seja um profissional com alguns anos de experiência, empreender na área jurídica requer planejamento e determinação. Afinal, a concorrência é forte nessa área.

Todos os dias, novos escritórios de advocacia são abertos e, para sobreviver diante de tanta concorrência, é preciso destacar-se. Uma gestão eficiente, um serviço de excelência e um atendimento capaz de encantar os clientes mais exigentes são aspectos importantes para que você consiga alcançar o sucesso. Dessa forma, se você está pensando em abrir um escritório de advocacia, é importante ficar atento a alguns cuidados para não cometer erros que podem comprometer a sua iniciativa.

Confira o passo a passo para montar um escritório de advocacia de sucesso

Muitos advogados acreditam que basta fazer um bom trabalho para garantir o sucesso de um escritório de advocacia. E, é claro, esse é um aspecto fundamental para qualquer profissional que busca uma carreira bem-sucedida. No entanto, ele não é o único.

Ser capaz de montar e de gerir uma empresa pode ser muito mais desafiador do que se pensa. É preciso ter conhecimentos que vão além da área jurídica e habilidade para contornar situações adversas.

Confira um passo a passo para montar o seu escritório de advocacia e realize o sonho de ser dono do seu próprio negócio.

1. Faça pesquisa de mercado

Você sabia que grande parte das pessoas que decidem empreender – independentemente do setor que elas escolham – não obtém sucesso nos negócios? E uma das razões para isso é justamente a falta de planejamento.

Por mais que você acredite que conhece o mercado e tenha noção de quanto custa manter um escritório de advocacia em funcionamento, acredite: você provavelmente não possui todas as informações necessárias.

Montar um plano de negócios, pesquisar o mercado, acompanhar a concorrência, ouvir casos de triunfos – e também de fracassos – é o primeiro passo para montar um escritório de advocacia.

2. Defina a sua área de atuação

Muitos escritórios de advocacia atuam em diversas áreas do Direito, mas quase nenhum deles presta um serviço de excelência em todas elas.

Se você está começando o seu negócio, muito provavelmente a sua estrutura – e também a sua equipe de trabalho – não é tão grande assim, concorda? Dessa maneira, é praticamente impossível que você consiga contar com profissionais especializados em todas as áreas.

Por isso, o mais importante é definir qual será a sua área de atuação. Foque em sua expertise e busque tornar-se referência nesse ramo do Direito. E acredite: é melhor firmar-se em uma área específica do que ser conhecido como um escritório “faz-tudo-mais-ou-menos”.

3. Avalie bem os seus custos

Agora que você já fez um estudo de mercado, planejou como seria a abertura da sua empresa e já sabe em quais áreas seu escritório oferecerá serviços, é hora de avaliar os custos que você terá para abrir o seu escritório de advocacia.

Todas as informações que você compilou até o momento vão ser de extrema importância para você saber toda a estrutura que precisará montar. Por exemplo, o tamanho da sala, quais equipamentos comprar, a equipe de trabalho necessária, entre outros aspectos.

Tudo isso, na hora de tirar do papel, gera um custo. E você precisa saber se tem os recursos financeiros para arcar com esses gastos nos primeiros meses, até que o escritório de advocacia se estabeleça e consiga os primeiros clientes. Se você e seus sócios não têm os recursos necessários, vale procurar no mercado linhas de crédito que sejam mais acessíveis e que podem ajudar você nesse início.

4. Crie uma presença digital

Por mais tradicional que a área do Direito seja, seus clientes com certeza estarão na internet. Sendo assim, é melhor que você também esteja. Criar um website é uma estratégia importante para que possíveis clientes conheçam mais sobre o seu escritório, as áreas de atuação dele, o endereço, formas de contato, entre outras informações.

Outra opção bastante interessante é criar estratégias de Marketing Digital. Perfis em redes sociais, como Facebook, Instagram e LinkedIn, podem ser ótimos reforços de marca que, se administrados da forma correta, auxiliam na prospecção de clientes.

5. Invista em um software de gestão

Por último, mas suma importância, investir em um software jurídico especializado em gestão pode ser decisivo para o sucesso do seu escritório de advocacia.

Isso porque, por melhor profissional que você seja, atividades de gestão financeira e de pessoal são tarefas que vão ocupar o seu dia a dia e, consequentemente, comprometer a sua produtividade em relação ao que realmente importa: conquistar novos clientes e prestar um excelente serviço advocatício.

Softwares jurídicos são capazes de otimizar tarefas rotineiras e proporcionar uma gestão mais eficiente do seu escritório de advocacia. E tudo isso facilitando a sua dedicação para a advocacia.

Essas foram algumas dicas para montar o seu escritório de advocacia e alcançar o sucesso. Esperamos que tenham sido úteis para você! E você, tem alguma outra dica? Compartilhe conosco!