Posts

A área jurídica em 2020 promete ser de muitas oportunidades para os profissionais de Direito. No entanto, será preciso ficar de olho nas novidades tecnológicas e legislativas, que podem fazer surgir a necessidade de atualização e aprimoramento da atuação. Você está preparado para lidar com essas tendências, que podem modificar a relação entre os profissionais e entre advogados e clientes? Confira!

Atualização de normas e novas leis

Sem contar a aprovação da Reforma da Previdência, as alterações da reforma trabalhista e as possíveis mudanças econômicas que virão, a área jurídica em 2020 ainda pode esperar por atualização de normas antigas e pelo efeito de novas leis. Destacamos dois exemplos importantes: a possível atualização do Código de Ética e Conduta da OAB, que traz as normas relativas à conduta dos advogados, e a Lei Geral de Proteção de Dados, já que devemos ter especial atenção à privacidade em um mundo superconectado.

Código de Ética da OAB

O presidente da OAB, Felipe Santa Cruz, já manifestou seu desejo em adequar o Código de Ética da instituição aos novos tempos de publicidade institucional. Atualmente, as normas não cobrem as novas hipóteses que surgiram com a transformação digital. Por isso, uma possível novidade da área jurídica em 2020 é a atualização do Código da OAB, permitindo que os profissionais façam marketing jurídico com segurança.

LGPD

A Lei Geral de Proteção de Dados é a lei brasileira que trata da privacidade no ambiente da internet. É um reflexo da GDPR (General Data Protection Regulation), a legislação referente ao mesmo tema que vigora na União Europeia. No Brasil, a LGPD foi sancionada há pouco tempo, mas a multa para empresas que desrespeitarem as regras pode atingir 2% do lucro da instituição infratora.

Por isso, os advogados devem ficar atentos diante desse mundo hiperconectado. Conhecer as regras é fundamental para assessorar bem às empresas e levar seus próprios negócios adiante. Um bom exemplo é que somente os dados considerados necessários para determinado fim podem ser coletados.

Humanização do Direito

As constantes atualizações normativas são regras para advogados. Mas uma grande tendência da área jurídica em 2020 é a humanização do Direito. Com a revolução digital se propondo a tomar o lugar dos profissionais em tarefas burocráticas, eles se voltam para o aspecto humano das relações. Por isso, a proximidade com os clientes das novas gerações é importante para encontrar soluções mais adequadas a eles.

Uma ferramenta importante para a humanização do Direito é o Legal Design, que procura por soluções para os clientes que estão na ponta. O uso de aplicativos para acompanhar o processo ou interagir com o advogado é um bom exemplo. Tudo que envolve proximidade e engajamento com o cliente diz respeito ao Legal Design e a humanização.

Novas competências

Com o advento tecnológico, as tarefas dos advogados mudaram bastante. Os profissionais da área jurídica em 2020 devem se aprimorar e desenvolver novas competências para serem menos operacionais e mais estratégicos. Já não basta o conhecimento técnico. É preciso desenvolver capacidades comportamentais (como o senso de dono), perfil empreendedor, visão de negócio, espírito colaborativo e se conectar às inovações tecnológicas.

Continuidade da inovação digital na área jurídica em 2020

A área jurídica neste ano ainda sofrerá os efeitos da ebulição digital. A rotina jurídica, que se transformou com o advento das ferramentas que aumentam a produtividade dos escritórios e departamentos, continuará com inúmeras possibilidades na automação dos processos internos.

As decisões devem ser tomadas com base na análise de dados. A inteligência artificial, com machine learning e internet das coisas, já está presente e se desenvolvendo na advocacia. ODR (Online Dispute Resolution), Legal Analytics e blockchain também já são utilizados.

A ideia da inovação digital é “fazer mais com menos”. Todas essas ferramentas se destinam a isso: otimizar os processos e aumentar a produtividade da equipe.

Por isso, a área jurídica em 2020 deve procurar as melhores inovações, com boas funcionalidades, para atender às suas demandas.

Atualização de normas, humanização do Direito, novas competências dos profissionais e continuidade da inovação digital. A área jurídica em 2020 está com boas perspectivas. O Lawyer Eleven, software da Alkasoft, está pronto e cheio de novidades para contribuir para que seu escritório tenha muito sucesso neste ano promissor. Que tal conhecer nossas funcionalidades?

Os avanços tecnológicos têm transformado a rotina dos profissionais dos mais diversos segmentos. E, como se pode imaginar, no meio jurídico não é diferente. Atualmente, já existem soluções que permitem automatizar e executar tarefas, que antes levariam semanas, em poucas horas. É a chamada advocacia 3.0.

Todas essas tecnologias trouxeram não apenas resultados mais rápidos, como também uma redução nos custos operacionais e uma mudança completa no fluxo de trabalho. Mas como chegamos a tal evolução digital?

Pois bem, a advocacia é uma área bastante tradicional. Logo no seu início, a prática era bastante manual e, justamente por isso, demandava tempo e custava caro. Já imaginou controlar processos e redigir peças jurídicas de maneira completamente artesanal, sem ajuda de tecnologia alguma? Essa fase de centralização de demandas no advogado é conhecida como a advocacia 1.0.

Com o passar do tempo, foram introduzidas algumas facilidades no dia a dia dos advogados. Editores de textos, planilhas e modelos de peças foram algumas das ferramentas que permitiram uma maior produtividade e também deixaram a advocacia mais acessível à população. É o modelo de advocacia 2.0.

Por fim, a advocacia 3.0 propiciou a alta performance aos escritórios. Nela, há a fragmentação do trabalho jurídico e também a prospecção de clientes por meio do marketing jurídico, o qual utiliza estratégias de inbound marketing para atrair e aumentar a carteira de clientes. Foi aqui também que surgiram e popularizaram-se os softwares jurídicos, responsáveis por uma gestão mais eficiente.

Mas como atualizar processos internos e ter um escritório de advocacia 3.0? É exatamente isso que vamos ver agora. Confira!

Advocacia 3.0: como inserir seu escritório nessa realidade?

Modelo de gestão

Uma das mudanças mais impactantes na realidade dos escritórios de advocacia 3.0 é o modelo de gestão adotado. Antigamente, todas as atividades estavam sob responsabilidade do advogado. Agora não mais. As demandas são distribuídas entre a equipe e todos têm suas atribuições, de acordo com suas habilidades. Além disso, também há uma diluição da hierarquia e um aumento do colaborativismo.

Para ajudar nessa nova gestão, surgem os softwares jurídicos que auxiliam na integração desse modelo de gestão mais “descentralizado”. Com eles, algumas rotinas operacionais são automatizadas, permitindo que a equipe concentre esforços em atividades que tragam mais valor ao escritório.

Mais especialização e mais produtividade

Esse modelo de gestão reconhece talentos individuais e permite que os profissionais trabalhem nas atividades que melhor executam.

Ou seja, por mais que profissionais da mesma área possuam características em comum, nem todos realizam as mesmas demandas com a mesma qualidade. Enquanto alguns têm um perfil mais técnico e direto, outros preferem debater e criar teses. Há ainda aqueles ótimos no atendimento e que são capazes de encantar clientes e fechar qualquer negócio.

Percebeu como as habilidades podem variar? Pois na advocacia 3.0 não tem problema! Em um sistema de gestão descentralizado, cada colaborador pode atuar dentro da especialidade dele. É a ideia de que todos têm diferentes demandas em busca de um objetivo comum: o sucesso do escritório de advocacia.

Prospecção de clientes por meio do Marketing Jurídico

Outra estratégia que vai colocar de vez o seu escritório na advocacia 3.0 é o Marketing Jurídico. Por meio dele, você pode criar conteúdos relevantes, tornar-se autoridade na sua área de atuação e ainda prospectar clientes.

Muitos escritórios já estão utilizando o Marketing Jurídico para se estabelecer no mercado e destacar-se da concorrência. E adivinha? Eles estão obtendo ótimos resultados!

Agora você já sabe! Para acompanhar as principais tendências e ficar por dentro da advocacia 3.0, você precisa buscar sempre atualizar processos e também o modelo de gestão no seu escritório. Aquela administração centralizada e hierárquica está com os dias contados. E você não vai querer ficar para trás, vai?