Estratégias de marketing jurídico para atrair mais clientes

Se você está em busca de aumentar o número de clientes do escritório de advocacia ou de construir autoridade no seu mercado, o marketing jurídico pode ser seu maior aliado. Até hoje, há muitos profissionais que acreditam que esse é um gasto desnecessário, quando na verdade é um grande investimento no negócio.

Confira a seguir a importância do marketing para advogados e as principais estratégias para colocar em prática!

A importância do marketing para advogados

O objetivo do marketing, qualquer que seja o segmento econômico em que é aplicado, é inicialmente dar visibilidade a um negócio ou pessoa. Afinal, “quem não é visto não é lembrado”. 

Aumentar clientes para advogados é uma prática possível no marketing jurídico, porque o público de interesse passa a conhecer o profissional. Mas boas estratégias também têm outro objetivo, como fidelizar clientes, reposicionar a marca no mercado, dentre outras.

Veja a seguir a importância do marketing para advogados:

  • Melhorar o relacionamento com atuais clientes: uma boa estratégia de marketing também investe na relação com a cliente, aproximando a marca do escritório ao público de interesse e o fidelizando;

  • Maior competitividade no mercado: trabalhar estrategicamente a imagem do escritório com o marketing faz com que seu negócio se destaque perante a concorrência;

  • Prospectar mais clientes: com um marketing jurídico estratégico, é possível alcançar mais pessoas, o que aumenta as chances de fechar mais negócios.

Com o crescimento de receita a partir da prospecção e fidelização de clientes, o negócio passa a ter mais poder de fogo para investir e se destacar no mercado. 

No entanto, é preciso ter atenção às limitações legais do marketing jurídico.

Limitações legais do marketing jurídico

O Código de Ética e Disciplina da OAB traz normas importantes que devem ser observadas pelo advogado ao realizar marketing jurídico. A primeira delas é anunciar os serviços profissionais com moderação e discrição, com finalidade exclusivamente informativa. O serviço deve ser anunciado sozinho, sem associação a outra atividade.

O documento também impõe outras proibições, como publicidade em eventos estranhos à área jurídica, oferta de serviços por mensagens de celular, anúncio em catálogos profissionais ou empresariais, dentre outras.

Já o Provimento 94/2000 da OAB traz outra regra, que preconiza que o marketing jurídico deve somente levar ao conhecimento do público dados verdadeiros e objetivos sobre os serviços advocatícios.

Estratégias de marketing jurídico

Dentro dos limites do marketing para advogados, é possível realizar bastante coisa para aumentar a cartela de clientes.

Antes de mais nada, é preciso fixar as metas do marketing jurídico, definir a persona (perfil semifictício do cliente), escolher os canais e mapear as ações. 

Você deve, também, delimitar sua área de atuação (o negócio e o marketing devem ter um foco), direcionar as estratégias à atividade principal do seu escritório, ter um site otimizado (é sua vitrine), e não descuidar da aparência pessoal e do seu negócio.

E quais são as melhores estratégias de marketing jurídico atualmente? De maneira bem direta, o marketing digital e o marketing de conteúdo!

Marketing digital

O marketing digital é a principal ferramenta de marketing atualmente, porque o mundo inteiro está conectado à internet. Em relação ao marketing para advogados, é possível fazer um controle de informações da estratégia a partir de integrações com sistemas jurídicos, onde todos os dados ficam concentrados em um só local.

Isso tornará suas decisões de marketing mais simples!

O principal foco desse marketing é atuar nas redes sociais, no blog e no site, sempre respeitando a ideia central de cada mídia. 

No Facebook, você pode ter textos maiores associados à imagem, divulgar conteúdos do blog e coletar avaliações para sua página profissional. No Instagram, uma imagem atraente é fundamental, e dicas práticas e curtas são muito bem-vindas. Já no LinkedIn, a postura é 100% profissional e séria.

Você pode distribuir conteúdo do blog, criar conteúdos exclusivos para a rede e compartilhar conhecimento, conquistas e prêmios. É ótimo para networking!

Marketing de conteúdo

O marketing de conteúdo está contido no marketing digital, porque se manifesta essencialmente nas redes e no blog. Seu foco é oferecer um conteúdo de qualidade para o público de interesse, de modo a construir autoridade e captar clientes de forma natural.

Vamos a um exemplo simples. Seu escritório é focado em Direito Trabalhista. Com a recente reforma, seu público-alvo possui muitas dúvidas sobre as novas regras. Fazer blogposts abordando as principais dúvidas será visto como uma medida importante para ele, certo?

Seu escritório passa a ser visto como referência de conteúdo (e atuação) de qualidade.

Para que o marketing jurídico de conteúdo dê certo, é preciso ser relevante. Leve ao público somente informações úteis, importantes e relevantes. Adote uma linguagem simples, próxima a ele e publique com periodicidade.

Se você ainda não adota o marketing jurídico para atrair mais clientes, está perdendo uma grande oportunidade de melhorar os resultados do seu negócio.

Confira como fazer um marketing para advogados conforme as regras da OAB!

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer juntar-se a discussão?
Sinta-se a vontade para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.