A gestão do tempo na advocacia é uma prática de fundamental importância para a eficiência da atividade. A rotina dos profissionais está cada dia mais corrida. Sem um bom planejamento, é impossível fazer tudo com a dedicação devida e necessária.

Por outro lado, uma boa gestão de tempo no Direito nos dá oportunidade de fazer mais em um único dia. Assim, seu negócio se torna mais eficiente e produtivo, apresentando mais resultados.

Mas como gerir o escritório de advocacia para otimizar melhor o tempo dos advogados e ter mais produtividade? Por onde começar?

Por onde começar a gestão do tempo na advocacia?

Para organizar o tempo na advocacia, é preciso compreender o tempo, analisando-o. Parece estranho, mas você entenderá exatamente o motivo pelo qual isso é tão importante na gestão de tempo no Direito.

Analisando o tempo

Analisar o tempo é percebê-lo, utilizar suas medidas e mapear seu uso. Como assim? A frase sempre dita “nem vi o tempo passar!” tem sua razão de ser e existe porque as pessoas não percebem o transcurso do tempo. Aliás, cada pessoa tem uma percepção diferente de tempo. 

Parece óbvio, mas para perceber o tempo é preciso utilizar relógios e calendários durante o trabalho. Com essas ferramentas, você consegue treinar sua atenção e a habilidade de percepção do tempo.

Após percebê-lo, é possível medir quanto tempo você gasta com cada tarefa. Um processo judicial pode demorar anos e demandar muitas horas em cada diligência. Mas a exposição em uma audiência tem tiro curto.

Para conseguir fazer uma gestão do tempo na advocacia, você precisa medir esse tempo. Se for o caso, repense sua dedicação conforme as tarefas e as prioridades.

Com essa visão abrangente, será possível mapear o uso de forma otimizada. Quanto tempo você gasta semanalmente para atender aos clientes? Quanto tempo se destina a audiências? E as reuniões com sócios, associados e estagiários?

A análise completa do tempo não só o ajudará a lidar melhor com ele, como também contribui para uma precificação honesta dos honorários e para a excelência na prestação de serviços.

Colocando as ideias no papel

Para fazer uma boa gestão do tempo na advocacia, você precisa escrever suas ideias. Anotações mentais ocupam espaço desnecessário, que poderia ser destinado a produção. Quantas ideias incríveis você já esqueceu e perdeu minutos (ou horas) tentando lembrar?

Quantas tarefas já despenderam mais tempo do que o normal porque não estavam esquematizadas à sua frente?

Se você é adepto à caneta e ao papel, anote na agenda ou no bloco de notas, use post-its e quadros. Se prefere a tecnologia, utilize aplicativos de notas, checklist e outros apps de organização.

Delegando e acompanhando tarefas

A regra de ouro da gestão do tempo na advocacia é a delegação e o acompanhamento de tarefas. Afinal, nem tudo é prioridade e depende exclusivamente de você. Os sócios não precisam realizar atividades operacionais, como pagamento de contas e agendamento.

Os advogados não precisam pesquisar jurisprudência ou pesquisar andamento processual.

A ideia é saber a natureza e a prioridade das tarefas, bem como o prazo necessário para que sejam desenvolvidas. A partir disso, faça a delegação das atividades para organizar tempo na advocacia. Você precisará fazer o acompanhamento da execução, evitando assim o retrabalho. Mas será muito mais prático, não?

Utilizando um software para organizar e gerir escritório de advocacia

Para gerir escritório de advocacia e realizar uma boa gestão do tempo no Direito, o uso de tecnologia é fundamental. Afinal, ela automatiza as tarefas burocráticas, que nos tomariam muito tempo. Dentre as diversas soluções possíveis, uma das melhores é o software jurídico.

Com um software jurídico, o advogado é capaz de realizar uma eficaz gestão de tempo na advocacia. Isso porque poderá abranger todas as áreas do escritório em um só lugar, como gestão financeira, atendimento ao cliente, agenda, processos e intimações, e muito mais. 

Com as informações centralizadas e passíveis de acesso de qualquer dispositivo com acesso à internet, os advogados têm maior controle de suas atividades. Assim, saberão analisar melhor o tempo conforme a agenda, o que confere mais agilidade e produtividade.

Em suma, a gestão do tempo na advocacia deve começar pela compreensão do tempo. Em seguida, o advogado deve anotar suas ideias, delegar e acompanhar as tarefas. Por fim, utilizar uma tecnologia eficaz, como o software jurídico, para ser mais ágil e produtivo.

Quer saber melhor como fazer a gestão de tempo na advocacia? Confira nossas 10 dicas para organizar o tempo no escritório!

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer juntar-se a discussão?
Sinta-se a vontade para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.